Dois médicos são investigados pela morte do jogador Davide Astori - Jornal de Santa Catarina: notícias de Blumenau, Vale do Itajaí e SC

Vers?o mobile

 
 

Milão10/12/2018 | 14h51

Dois médicos são investigados pela morte do jogador Davide Astori

AFP
AFP

A justiça italiana abriu nesta segunda-feira uma investigação de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, contra os médicos que declararam Davide Astori apto para a prática esportiva, apesar das anomalias cardíacas do ex-capitão da Fiorentina, que faleceu subitamente em março.

A abertura da investigação contra os médicos, que trabalhavam em dois órgãos públicos de Florença e Cagliari, é realizada pouco depois de um jornal florentino publicar dois electrocardiogramas do atleta. Os exames de 2016 e 2017 revelavam anomalias cardíacas no jogador.

Astori, de 31 anos, foi encontrado morto em um quarto de hotel em Udine, onde estava concentrado para disputar uma partida, no dia 4 de março de 2018. Segundo a autópsia, o jogador sofreu uma aceleração anormal do ritmo cardíaco, apesar dos primeiros exames realizados logo após sua morte indicarem uma desaceleração do coração.

Formado pelo Milan, Astori jogou no Cagliari e na Roma antes de assinar pela Fiorentina, em 2015. O jogador defendeu a seleção da Itália em 14 oportunidades.

* AFP

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaNa despedida da Liga Ouro, Blumenau vence a primeira partida fora de casa https://t.co/SpFXI4AAqXhá 54 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaPresidente do BB atende Bolsonaro, demite diretor e tira do ar comercial marcado pela diversidade https://t.co/RIAwxtYsN9há 54 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca