Leilão das marcas da Sulfabril, de Blumenau, não atrai interessados - Política e Economia - Santa

Vers?o mobile

 

Leilão25/11/2014 | 16h27Atualizada em 25/11/2014 | 17h25

Leilão das marcas da Sulfabril, de Blumenau, não atrai interessados

Justiça aguardará resultados dos próximos leilões marcados para definir futuro das marcas

Leilão das marcas da Sulfabril, de Blumenau, não atrai interessados  Rafaela Martins/Agência RBS
Leilão reuniu trabalhadores e ex-funcionários no Fórum de Blumenau Foto: Rafaela Martins / Agência RBS
As marcas da Sulfabril, que, juntas formam o segundo bem mais valioso da indústria falida em 1999, não atraíram interessados em comprá-las ontem. Às 14h35min foi aberto o primeiro leilão, no Fórum de Blumenau.

O lance mínimo era de R$ 20 milhões. Sem a venda, o segundo leilão das marcas foi aberto às 15h. Desta vez, era possível dar lances livres e ganharia o mais alto, desde que não fosse considerado vil, ou seja, baixo demais para os bens avaliados em R$ 40 milhões. Mas também não houve manifestação. O cenário econômico delicado no país desencoraja eventuais compradores, disse a leiloeira Tatiane Duarte. 

— Tivemos uma procura satisfatória pelas marcas, que são fortes. Mas a situação econômica em geral é pouco positiva e isso certamente influenciou no fato de ninguém ter se habilitado para os leilões — avalia Tatiane.

A juíza responsável pelo caso e titular da 1ª Vara Cível do Fórum de Blumenau, Quitéria Tamanini Vieira Peres, explicou que será preciso esperar os próximos leilões marcados para então definir o futuro das marcas. 

— Não é possível ainda dizer o que vamos fazer. O que garantimos é o nosso compromisso em continuar trabalhando com celeridade, etapa após etapa — garantiu Quitéria.

Veja também
:::
Na véspera de completar 15 anos de falência, Sulfabril tem unidade de Ascurra vendida
::: Unidade de Rio do Sul é vendida
::: Imóvel de Gaspar da Sulfabril é arrematado em leilão
::: Sulfabril terá três leilões em duas semanas


A Sulfabril tem outros dois leilões marcados para dezembro deste ano (veja abaixo). Em 2014 a empresa já passou por outros quatro leilões. Já foram vendidas a unidade ativa de Ascurra e os imóveis de Gaspar e Rio do Sul. As vendas renderam cerca de R$ 12 milhões.

Leilões marcados: 

•  2 de dezembro 
• Às 14h, no Fórum de Blumenau 
• O que será leiloado: cinco imóveis da Rua Itajaí (15 mil m²), que poderão ser vendidos juntos ou separados z Lances: a partir de R$ 12,77 milhões (valor integral de avaliação)

• 4 de dezembro
• Às 15h, no Fórum de Blumenau 
• O que será leiloado: unidade operacional de Blumenau 
• Lance: a partir de R$ 44,9 milhões (metade da avaliação total)

• 12 de dezembro
• Acontecerá apenas se sobrar algum imóvel do leilão de 2 de dezembro 
• Às 14h, no Fórum de Blumenau 
• O que será leiloado: cinco imóveis da Rua Itajaí (15 mil m²), que poderão ser vendidos juntos ou separados 
• Lances: a partir de R$ 10,2 milhões (80% do valor integral de avaliação) Leilões da Sulfabril em 2014 
• 27 de maio: o primeiro leilão engloba toda a empresa (avaliada em R$ 119 milhões), mas não recebe propostas

JORNAL DE SANTA CATARINA

Notícias Relacionadas

Falência 16/09/2014 | 18h02

Na véspera de completar 15 anos de falência, Sulfabril tem unidade de Ascurra vendida

Administradora de bens de Luís Alves arrematou imóvel com maquinário

Processo 15/09/2014 | 20h57

Unidades da Sulfabril em Blumenau e Ascurra vão a leilão na terça-feira

A marca da indústria têxtil está avaliada em R$ 40 milhões, a unidade de Blumenau, em R$ 102,6 milhões e a de Ascurra, em R$ 6,6 milhões

Processo 05/08/2014 | 16h38

Unidade da Sulfabril em Gaspar é leiloada na tarde desta terça-feira

Segundo o representante legal, o comprador não deseja se identificar para evitar especulações

 
Jornal de Santa Catarina
Busca