Envolvimento com política desde a infância é fundamental para melhorar situação do País - Política e Economia - Santa

Voto consciente19/09/2016 | 08h01

Envolvimento com política desde a infância é fundamental para melhorar situação do País

Exemplos como o de Emily, que é vereadora mirim em Joinville, podem servir de inspiração

Envolvimento com política desde a infância é fundamental para melhorar situação do País Salmo Duarte/Agencia RBS
Emily tinha uma imagem péssima da política, mas agora sabe que é algo muito importante Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

A joinvilense Emily Lentz Rodrigues da Silva, 13 anos, foi empossada como um dos 19 vereadores mirins da cidade em abril deste ano. No início, ficou em dúvida se iria gostar do cargo e tinha quase certeza de que daria lugar à suplente logo nos primeiros encontros. A reação mudou completamente ao receber aulas de oratória e política. Hoje, ela é presidente da Câmara dos Vereadores Mirins de Joinville e demonstra tristeza no olhar quando conta que o mandato se encerra em dezembro. A legislatura será curta, mas o aprendizado já foi o suficiente para formar uma jovem cidadã consciente do seu papel na política.

Leia mais notícias sobre política

Antes de se tornar vereadora mirim, a política era assunto que ouvia apenas entre os avós. Em casa, o tema não entrava nas rodas de conversa com os pais. Pelo que Emily sabia, era apenas um lugar repleto de roubo, corrupção e qualquer adjetivo negativo que pudesse aparecer. Em poucos meses, ao se interessar e ter contato mais de perto com esse universo, a visão sobre política também mudou.

– Hoje, vejo que são as pessoas que se utilizam da política para praticar a corrupção. Ainda sou muito ingênua pois a política é bem ampla, mas a gente está aprendendo. Aprendi que a gente precisa parar de criticar e tentar mudar com as nossas próprias atitudes no dia a dia – diz.

Emily teve a oportunidade de aprender na prática, mas quer ampliar esse conhecimento para os outros. Ela já leva as discussões para dentro de casa e agora também quer encaminhá-la para as escolas. Ela criou um projeto de lei que funciona como um programa de conscientização política e propõe que os alunos do 7º ao 9º ano do ensino fundamental tenham aulas de política.

A proposta vai ser levada ao presidente da Câmara dos Vereadores, Rodrigo Fachini, para ser distribuída entre os parlamentares. Se um deles tiver interesse em abraçá-lo, poderá colocar em discussão dentro do Legislativo.

– Essa transformação que eu tive também quero que os outros (estudantes) tenham, então, quero passar para eles tudo isso que hoje estou aprendendo – justifica.

O envolvimento de Emily com a política vai além das sessões da Câmara Mirim. Ela também acompanha os projetos de lei dos vereadores, como o que aborda o tema da escola sem partido e está em discussão na casa. Apesar da idade não permitir votar nas eleições deste ano, a estudante tem convicção em afirmar que vai exercer o direito ao voto assim que completar 16 anos.

– Quero demonstrar um pouco da minha opinião também na sociedade.

A NOTÍCIA

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem morre após levar facadas em salão de dança na Fortaleza, em Blumenau https://t.co/eSFGAYyLDm #LeiaNoSantahá 6 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem sofre tentativa de homicídio em salão de dança no bairro Fortaleza, em Blumenau https://t.co/J4CvWmMNrD #LeiaNoSantahá 26 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros