Lula era o vértice das práticas criminosas, diz MPF em denúncia - Política e Economia - Santa

Investigação14/09/2016 | 16h25Atualizada em 14/09/2016 | 19h47

Lula era o vértice das práticas criminosas, diz MPF em denúncia

Procuradores denunciaram ex-presidente em sete episódios de corrupção e por lavagem de dinheiro na armazenagem de 64 objetos

Lula era o vértice das práticas criminosas, diz MPF em denúncia Reprodução/
Foto: Reprodução

Ex-presidente da República mais popular das últimas décadas, Luiz Inácio Lula da Silva acaba de ser denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro. A denúncia, assinada por 13 procuradores da República, detalha diversos episódios que, sustenta o MPF, têm relação com troca de favores entre o ex-presidente e empreiteiras. No caso da corrupção, Lula e sua esposa, Marisa Letícia, são responsabilizados por aceitar um triplex no Guarujá (SP), bancado e mobiliado pela OAS. Em relação à lavagem de dinheiro, são elencados 61 objetos que Lula teria despachado após deixar a presidência e que teriam sido armazenados num depósito, custeado pela OAS. Os procuradores interpretam que a guarda dos objetos significa continuidade delitiva, praticada 61 vezes.

Leia, na íntegra, o texto da denúncia

O MPF optou por não pedir a prisão dos denunciados. Ou seja, Lula e demais suspeitos poderão responder em liberdade "até final condenação".

Na denúncia por corrupção e lavagem de dinheiro apresentada nesta quarta-feira em Curitiba, o Ministério Público Federal (MPF) responsabiliza Lula tanto pelos esquemas de corrupção revelados no mensalão quanto os desvendados na Operação Lava-Jato. Os procuradores da República acreditam que o alto escalão da administração pública federal criou uma estrutura que direcionava benefícios aos que estavam no poder e aos seus partidos. E, na cabeça dessa engrenagem, estava Lula.

Leia mais:
Lava-Jato denuncia Lula e outras sete pessoas
Veja as frases mais fortes dos promotores que denunciaram Lula
Lula é indiciado por ocultar propriedade do triplex no Guarujá

"Uma nota comum dessas engrenagens delituosas foi o seu funcionamento em benefício de Lula. Não só pelas vantagens financeiras que recebeu, mas também pela governabilidade conquistada e pelo fortalecimento de seu partido. Foram os partidos e os políticos que orbitaram ao redor dele, como ele próprio, que enriqueceram e tiveram seus projetos de poder alavancados por polpudas somas monetárias, desequilibrando pleitos eleitorais e afetando uma face da democracia pela disputa eleitoral com candidatos alavancados com o financiamento a partir de recursos ilícitos", diz trecho da denúncia contra Lula.

O MPF diz que tanto o mensalão como o petrolão (como passou a ser chamado o caso de desvio de dinheiro da Petrobras) eram esquemas simultâneos de governo e partidários. Os procuradores asseguram que, ao lotear a administração pública federal direta e indireta, "com propósito criminoso", Lula distribuiu para o PT e para os demais partidos de sua base, notadamente o PP e o PMDB, verdadeiros postos avançados de arrecadação de propinas ou vertedouros de recursos escusos.

"Como se apurou, a corrupção sistêmica além de persistir, foi incrementada mesmo após a saída formal de José Dirceu (ex-ministro da Casa Civil do governo). Notadamente porque o comandante da estrutura criminosa não era ele, mas sim o próprio Lula. Lula era a pessoa mais importante no governo e no partido, em benefício do qual fluíram vantagens centrais dos crimes", acrescenta a denúncia, firmada por 13 procuradores.

Defesa

Em sua página no Facebook, Lula compartilhou postagem de 30 de janeiro de 2016, na qual afirma ter provado que "não é o dono de nenhum apartamento no Guarujá". "(Lula) jamais foi proprietário dele ou sequer dormiu uma noite no suposto apartamento que a Lava-Jato desesperadamente tenta atribuir ao ex-presidente", diz o texto.


 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaMultivacinação: dia D da campanha leva 45 mil crianças aos postos de saúde de Santa Catarina https://t.co/JI1qn5Z11O #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCampanha de multivacinação leva 4.432 crianças aos postos de Saúde de Joinville na primeira semana https://t.co/j7tgeridV7 #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros