Lula vira réu na Operação Lava-Jato por corrupção e lavagem de dinheiro - Política e Economia - Santa

Justiça Federal20/09/2016 | 17h54Atualizada em 21/09/2016 | 03h56

Lula vira réu na Operação Lava-Jato por corrupção e lavagem de dinheiro

Juiz Sergio Moro aceitou denúncia contra o ex-presidente da República por recebimento de propinas da OAS na forma de um triplex no Guarujá

Lula vira réu na Operação Lava-Jato por corrupção e lavagem de dinheiro NELSON ALMEIDA/AFP
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Zero Hora
Zero Hora

O juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, aceitou a denúncia do MPF contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele e sua mulher, Marisa, responderão por corrupção e lavagem de dinheiro. Esta é a segunda ação à qual o petista responderá como réu.

O casal foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) na semana passada por receber propina de contratos da OAS com a Petrobras, na forma de bens e outras benesses, como a reforma do triplex do Guarujá e o pagamento pela armazenagem de itens que recebeu como presidente num depósito da Granero.

Além de Lula e Marisa, também viraram réus Paulo Okamotto (presidente do Instituto Lula) e, por parte da OAS, Léo Pinheiro e os executivos Agenor Franklin Medeiros, Paulo Gordilho, Fábio Yonamine e Roberto Moreira.

Leia mais:
MPF denuncia Lula por corrupção e lavagem de dinheiro
"Provem uma corrupção minha e eu irei a pé para ser preso", diz Lula
Em infográfico, veja os argumentos do MPF na denúncia contra Lula
As suspeitas que pesam contra Lula

Cuidadoso na apreciação da denúncia, Moro admite ter estranhado o fato de os procuradores da República terem atribuído a Lula o título de "comandante máximo" da corrupção na Petrobras, mas não terem denunciado o ex-presidente por associação criminosa. Mesmo assim, o magistrado diz que provas a respeito podem ser apresentadas ao longo do processo.

Com relação ao triplex no Guarujá, Moro considera que existe prova indiciária. "Um modus operandi consistente na colocação pelo ex-presidente de propriedades em nome de pessoas interpostas para ocultação de patrimônio, o que ocorreria não só com o apartamento 164-A do Edifício Solaris, no Guarujá, mas também com Sítio em Atibaia, de matrículas 19.720 e 55.422 do mesmo local, ambos destinados ou por ele utilizados", ressalta o juiz.

Clique na imagem abaixo para acessar a decisão de Moro na íntegra:

Foto: Reprodução / Reprodução

Moro diz que essa afirmação não resulta, aparentemente, de conspiração de inimigos do ex-presidente. Ele ressalta, no despacho, que até mesmo um dos amigos de Lula, José Carlos Bumlai, declarou, em depoimento, que o Sítio em Atibaia seria utilizado pelo ex-presidente e que ali realizou reformas consideráveis a pedido de sua esposa e em decorrência da amizade.

O magistrado ressalta que, com relação ao apartamento 164-A no Edifício Solaris (no Guarujá), apesar do triplex persistir registrado em nome da OAS Empreendimentos, há indícios de que teria sido concedido, ainda em 2009, ao ex-presidente, sem que a transferência fosse formalizada. Ele considera estranho que, apesar de Lula não ter pago as parcelas a partir de 2009, a OAS deixou de cobrar dele e de sua esposa pelo saldo devido pelo apartamento.

Moro salienta existir prova oral, testemunhal, de que o ex-presidente e sua esposa visitaram o apartamento 164-A em mais de uma oportunidade. "Com efeito, afirmaram a vinculação do ex-presidente e de sua família com o apartamento, pelo menos através de visitas ao local, diversas testemunhas, como, entre outros, o zelador do prédio, a porteira do prédio, o síndico do prédio, engenheiro encarregado do prédio e empregado de empresa contratada para a reforma do apartamento".

O juiz, por fim, anexa ao despacho diálogos de whatsapp interceptados, nos quais dirigentes da OAS mencionam o fim de obras na "cozinha do Chefe e da Madame" (referência que o MPF considera ser a Lula e Mariza Letícia).


 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaConheça a escuta ativa, técnica usada pelo príncipe William sempre que fala com o filho https://t.co/9VZIOvorGR #LeiaNoSantahá 42 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMultivacinação: dia D da campanha leva 45 mil crianças aos postos de saúde de Santa Catarina https://t.co/JI1qn5Z11O #LeiaNoSantahá 10 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros