Moacir Pereira: A caixa preta dos fundos de pensão - Política e Economia - Santa

Opinião08/09/2016 | 09h57

Moacir Pereira: A caixa preta dos fundos de pensão



A Diretoria da Celesc encaminhou ao Conselho de Administração e à Diretoria do Fundo de Pensão Celos o documento entregue ao presidente Cleverson Sieverdt por um grupo de empregados aposentados, externando grande apreensão com o futuro previdenciário e as notícias de um novo rombo em suas contas. Subscrito por cinco fundadores da Celos, o estudo cita o déficit de R$ 766 milhões, "acumulados pela Celos a partir de 2012, ao tempo em que denuncia a subtração, sem amparo legal, de patrimônio de cobertura do Plano Transitório para o Plano Misto."

— Para nós, assistidos fundadores, fica também evidente que o déficit tem sua origem em negócios equivocados praticados ao longo dos últimos oito anos, contrariando a Diretoria Executiva da Celos, que justifica o déficit com base num recente aumento da expectativa de vida dos assistidos — prossegue o documento.

O presidente da Celesc, Cleverson Sieverdt, espera ter resposta da Celos dentro de 15 dias para enviar aos inativos. No ano passado, a Celos teve um déficit de R$ 334 milhões, que estão sendo cobertos Celesc em 50% e a outra metade em descontos mensais nos contracheques dos empregados ativos e aposentados. Com a deflagração da Operação Greenfield, pela Polícia Federal, novas informações surgiram também sobre a situação dos empregados da Fundação da Eletrosul, a Celos, também com um déficit milionário.

A Operação Greenfield identificou um rombo de R$ 50 bilhões em quatro fundos de pensão dirigidos por líderes sindicais ligados ao PT e ao PMDB. Desse total, 8 bilhões já foram resgatados.

Independência

Do diretor do Colégio Catarinense, professor Afonso Luiz da Silva, sobre o Dia 7 de setembro:
— Independência se constrói com respeito, liberdade, dignidade e democracia. O interesse da nação deve estar acima dos interesses partidários, que dividem o País em esquerda, centro ou direita. Lutar pela democracia e por acesso a educação, saúde, segurança e infraestrutura e, promover a dignidade e a qualidade de vida do povo brasileiro, essa é a política nacional que queremos, lutamos e precisamos.

Objetivo

A campanha em Blumenau incluirá também a distribuição de 50 mil flyers coloridos, contendo os principais pontos da Carta Documento entregue a todos os candidatos à prefeito. Pretende maior conscientização dos eleitores sobre a escolha dos novos vereadores. Sustentam as entidades que a reforma política — a reforma de todas as reformas — começa nos municípios.


(Foto: Divulgação)

AeroTruta

Está marcado para sábado, no Condomínio Pouso da Serra, entre Bom Retiro e Urubici, a segunda edição do AeroTruta. Trata-se de evento turístico que reúne pilotos e amantes da aviação de várias cidades em torno do potencial gastronômico e cultural da região serrana. No ano passado contou com 25 aeronaves.

Justiça

Integrantes do Centro Empresarial de Chapecó e da Ordem dos Advogados estiveram reunidos com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Torres Marques. Voltaram a pleitear a manutenção da Câmara Especial de Chapecó. Contam com o respaldo da OAB local. A decisão de extinção da Câmara partiu do Pleno do Tribunal de Justiça.

Sem vandalismo

Do governador Colombo, após a pacífica manifestação de quarta-feira em Florianópolis:
— Nossa segurança pública está muito bem organizada. Protestos legítimos são compreendidos pela sociedade. O que não pode acontecer são os excessos. Vamos assegurar manifestações dentro da lei, da normalidade, mas respeitando o direito de ir e vir das pessoas e protegendo o patrimônio público e particular.

A nota

O deputado Dirceu Dresch (PT) queixou-se de registro da coluna sobre nota da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia. Ela erra quando diz:
— Repudiamos o emprego exacerbado da força policial, como o registrado na última sexta-feira, no Centro de Florianópolis, para reprimir manifestação pacífica.
Devia ter repudiado o vandalismo. E acerta ao enfatizar:
— Entendemos que o direito de manifestação não inclui nem autoriza atos de violência contra pessoas, contra o patrimônio público ou particular, mas também alertamos que as forças de segurança devem ser pautadas pelo bom senso.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaQuarta-feira é sol entre nuvens e temperaturas em elevação em SC https://t.co/e9Wj4j5lRa #LeiaNoSantahá 21 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaProposta de priorizar ingredientes regionais em escolas de SC gera discordâncias entre especialistas https://t.co/XnqGElEwdU #LeiaNoSantahá 50 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros