Brasil deve manter relação firme com EUA seja qual for o presidente, afirma Maia - Política e Economia - Santa

Legislativo09/11/2016 | 14h07Atualizada em 09/11/2016 | 15h38

Brasil deve manter relação firme com EUA seja qual for o presidente, afirma Maia

"O discurso de vitória dele (Trump) nos gera muita esperança, já que foi um discurso de conciliação e de harmonia, elogioso até para a sua adversária", considerou o presidente da Câmara

Brasil deve manter relação firme com EUA seja qual for o presidente, afirma Maia J. Batista / Câmara dos Deputados/Divulgação
Foto: J. Batista / Câmara dos Deputados / Divulgação
Agência Brasil
Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu, nesta quarta-feira, a importância de o Brasil manter relações fortes e próximas dos Estados Unidos, independentemente do presidente eleito pelos norte-americanos. Maia comentou as eleições nos Estados Unidos e a vitória do candidato do Partido Republicano, Donald Trump, após participar de reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o governador Luiz Fernando Pezão, para discutir a crise fiscal do Rio de Janeiro.

— Os eleitores decidiram. A democracia decidiu. Isso que é importante. O discurso de vitória dele (Trump) nos gera muita esperança, já que foi um discurso de conciliação e de harmonia, elogioso até para a sua adversária. Isso é muito importante e é importante que o Brasil mantenha suas relações fortes, firmes e próximas aos Estados Unidos independentemente do presidente que for eleito — disse.

Leia mais
Com vitória de Trump, analistas projetam pouca chance de mudança na relação do Brasil com os EUA 
Trump promete união no primeiro tuíte como presidente eleito
Bovespa abre em forte queda e dólar sobe após vitória de Trump


Pezão

Bem-humorado, o governador Luiz Fernando Pezão brincou e disse que agora o empresário bilionário eleito presidente pode investir no seu estado, que passa por grave crise financeira. 

— Tomara que, se ele tiver um grande fundo, (os EUA) queiram comprar os royalties do petróleo, vou ficar muito feliz. (Essa é a) primeira operação que ele pode fazer.

Em seguida, em tom mais sério, Pezão disse que as eleições nos Estados Unidos são muito importantes para o mundo. 

— A gente vê como é importante se ter os mecanismos democráticos — afirmou. — O reconhecimento da derrotada [Hilary Clinton] ao vencedor. Nós que somos uma democracia nova, solidifica muito a gente ter cada vez mais um ambiente democrático forte — concluiu Pezão.

Vitória de Trump

O empresário Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos com 276 votos de delegados do colégio eleitoral. Ele disputou as eleições com a candidata do Partido Democrata, Hillary Clinton. Trump assegurou maioria em estados decisivos como Flórida, Carolina do Norte, Ohio e Pensilvânia. A posse será no dia 20 de janeiro.

Leia as últimas notícias de Política

*Agência Brasil

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros