Clóvis Reis: Quem bate logo esquece, quem apanha, não - Política e Economia - Santa

Versão mobile

 

Blumenau12/11/2016 | 09h01

Clóvis Reis: Quem bate logo esquece, quem apanha, não


Previamente agendada para o salão nobre da prefeitura de Blumenau, revestiu-se de simbolismo político a decisão que transferiu para a sede da ADR a solenidade em que o governo do Estado repassou R$ 3,8 milhões para a área da saúde. Durante o segundo turno da campanha eleitoral, a chapa do PSDB culpou o PSD pelas dificuldades do setor.

Nesse contexto, a mudança no local do evento teve a intenção de atribuir ao Estado o protagonismo dos investimentos no Hospital Santa Isabel, no Ambulatório Geral da Escola Agrícola e na renovação da frota de ambulâncias. No meio da semana, o prefeito reeleito Napoleão Bernardes (PSDB) desfraldou a bandeira branca em visitas ao governador Raimundo Colombo (PSD) e aos deputados Jean Kuhlmann (PSD) e Ismael dos Santos.

Ontem ele manteve uma reunião semelhante com o secretário João Paulo Kleinübing (PSD). Entretanto, as avaliações realizadas após o ato na ADR revelam que as feridas ainda não cicatrizaram. “Depois dos ataques ao governador, vieram aqui pedindo água. Se não fosse o Estado, ainda estavam dando desculpas pelo sucateamento”, resumiu um dos participantes do encontro. O ressentimento confirma uma máxima: quem bate logo esquece. Quem apanha, não.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaTransporte coletivo de Blumenau estuda mudanças em função de protestos dos caminhoneiros https://t.co/3ZnbyOZYYO #LeiaNoSantahá 7 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaGasolina chega a R$ 4,59 em Blumenau e Procon alerta sobre possível aumento abusivo https://t.co/DhbXCmFFEX #LeiaNoSantahá 9 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca