Entenda como funciona a eleição nos Estados Unidos - Política e Economia - Santa

Hillary x Trump 07/11/2016 | 13h18Atualizada em 08/11/2016 | 08h41

Entenda como funciona a eleição nos Estados Unidos

Escolha depende do número de delegados no colégio eleitoral

Hillary Clinton x Donald Trump: para se tornar presidente dos Estados Unidos um dos dois candidatos precisa alcançar o número mágico de 270 dos 538 delegados no colégio eleitoral. Significa dizer que a votação nos EUA é indireta. O voto não é obrigatório. Deste modo os eleitores de cada Estado depositam em urnas o voto no candidato escolhido. Quem fizer mais votos nas urnas em cada Estado vira o candidato daquela região no colégio eleitoral. 

Para entender melhor como funciona a eleição norte-americana, clique na imagem abaixo, acesse a página especial e faça as suas projeções. 

Foto: Arte ZH

O peso de cada Estado

Nem todos os Estados têm pesos iguais na eleição dos Estados Unidos. É o censo populacional que define o número de delegados de cada região. A Califórnia, por exemplo, tem população mais de 10 vezes maior do que Connecticut, e portanto tem 55 delegados contra sete do outro Estado. E cada um dos 50 Estados tem um sistema de votação diferente. Em alguns locais, chega-se a demorar 10 minutos para preencher o boletim de voto, e a apuração é manual. 

Ter o maior número de votos populares não significa ser eleito

Em 2000, por exemplo, o democrata Al Gore conquistou 51 milhões de votos, mas quem levou o pleito foi George W. Bush, que chegou à Casa Branca com 550 mil votos a menos. Mesmo com mais votos populares, Gore só conseguiu eleger 266 delegados contra os 271 de Bush no colégio eleitoral. O voto de 25 delegados na Flórida, que levou semanas de contagens e recontagens graças a disputas judiciais, acabou sendo determinante para a vitória democrata. Este ano a Flórida pode ser novamente o fiel da balança.

Até esta segunda-feira, faltando menos de 24 horas para o pleito, a candidata democrata tinha leve vantagem sobre o republicano. 

Acompanhe todas as notícias sobre as eleições nos EUA
Leia as últimas notícias do Diário Catarinense

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 4 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 4 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros