Baixa na inflação em dezembro aponta para meta de 2017, diz Ipea - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Economia21/12/2016 | 15h53Atualizada em 21/12/2016 | 15h53

Baixa na inflação em dezembro aponta para meta de 2017, diz Ipea

Índice acumulado para o ano ficou em 6,6%, comparado com os 10,7% de 2015 e a meta de 4,5% para o próximo ano

Baixa na inflação em dezembro aponta para meta de 2017, diz Ipea Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Preço do feijão caiu 17,2% em dezembro Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

O relatório do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre inflação divulgado nesta quarta-feira mostra uma desaceleração na alta dos preços no Brasil. O IPCA-15, que mede a prévia da inflação, é de 0,19% para dezembro, segundo o IBGE. A conclusão apresentada na Carta de Conjuntura é de uma trajetória de aproximação da meta estipulada pelo governo federal para 2017. 

A alta de 0,19% é quase um ponto percentual menor do que a de dezembro de 2015 (1,18%). Com isso, a inflação acumulada para 2016 fica em 6,6%, abaixo da registrada no ano anterior, que foi de 10,7%. Para o Ipea, a trajetória é de convergência para a meta de 2017, de 4,5%.

A autora do estudo sobre inflação na Carta de Conjuntura, Maria Andréa Parente Lameiras, confia que a tendência continue em 2017:

— Teremos ainda uma economia crescendo lentamente, com um mercado de trabalho pouco dinâmico. As pessoas continuarão com um poder aquisitivo reduzido, o que, novamente, puxará a inflação, sobretudo dos bens e serviços livres, para baixo — disse. 

O maior alívio no IPCA-15 veio do grupo alimentação, que sozinho contribuiu com -0,05%, refletindo a queda da alimentação no domicílio, com deflação de 0,45%. Neste grupo, destacam-se as quedas nos preços do feijão (-17,2%), da batata (-15,8%) e do leite (-5,4%). A tendência é que a melhora se mantenha nos próximos meses. 

Também houve queda de 1,9% no preço da energia elétrica, causada pela mudança da bandeira tarifária de amarela para verde, permitindo uma deflação de 0,28% do grupo habitação. Em sentido oposto, no grupo transportes houve o maior foco de maior pressão sobre o índice, repercutindo as altas das passagens aéreas (26,6%).

Leia mais notícias sobre economia

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEI ataca oeste de Mossul, e forças iraquianas revistam casas https://t.co/QSTfPBPb70 #LeiaNoSantahá 4 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaForças antijihadistas controlam 25% da cidade síria de Raqa https://t.co/vgVdnKYTT2 #LeiaNoSantahá 14 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros