Clóvis Reis: "Os critérios para formar o novo governo Napoleão" - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Opinião28/01/2017 | 07h01

Clóvis Reis: "Os critérios para formar o novo governo Napoleão"

O governo confirmou sexta-feira o retorno de Jean Havenstein (PSDB) à chefia de gabinete da prefeitura de Blumenau. Ele volta ao cargo fortalecido depois da passagem vitoriosa pela coordenação de mobilização na campanha que reelegeu o prefeito Napoleão Bernardes (PSDB). Sua missão imediata é a interlocução com os partidos da base aliada para a formação do novo governo. Com o retorno do tucano, já são três os nomes confirmados do futuro colegiado. Os outros dois são Alexandro Fernandes (PSDB) no Samae e Mário Hildebrandt (PSB) em secretaria ainda indefinida. Além deles, se dá como certa a recondução de Paulo Costa na Gestão Governamental e de Ricardo Stodieck no Turismo/Vila Germânica.

O ex-vereador Marco Wanrowsky (PSDB) estará no governo, caso não se concretize a ascensão dele à Assembleia Legislativa. O nome dos demais integrantes será anunciado na segunda semana de fevereiro, depois que a Câmara de Vereadores definir os blocos parlamentares e escolher os membros das comissões permanentes, cuja distribuição das vagas dialoga com a complexa engenharia de montagem da administração. A exemplo do que ocorreu na eleição para a Mesa Diretora, a composição das comissões tem relação direta com o espaço dos partidos na prefeitura. O PSDB e o PSB, que formaram a chapa majoritária e não integram a Mesa Diretora, devem liderar as comissões de Constituição e de Finanças, respectivamente.

O mecanismo para definição dos secretários será o seguinte: os partidos indicam os nomes e, a partir da qualificação dos candidatos, o prefeito Napoleão Bernardes nomeará para o cargo mais adequado. Em princípio, não existe pré-definição de secretaria para qualquer sigla da base aliada. O principal critério é a relação entre o número de vereadores eleitos e as vagas no colegiado. A diretriz garante a primazia das indicações ao PSDB, seguido por PP e DEM, depois PMDB, PSB e SD. Por outro lado, o acordo deixaria o PV sem assento no primeiro escalão. Hoje o partido ocupa a Secretaria de Planejamento, a quem incumbe a proposição da política de ocupação do solo urbano.

***

Além do PR, o PROS sinaliza uma aproximação à base aliada na Câmara de Vereadores. A confirmação do movimento isolaria definitivamente o PSD e o PT no plenário.

***

Na reabertura dos trabalhos da Câmara de Vereadores, o presidente Marcos da Rosa (DEM) vai propor aos partidos um pacote de austeridade, cuja meta é o corte de 50% na verba destinada aos gabinetes, além da redução no número de veículos e celulares.

***

A deputada Ana Paula Lima será candidata única à presidência do PT de Blumenau. O grupo que disputou a eleição para a prefeitura se desmobilizou.

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCinema: Larissa Manoela em comédia, Emma Watson com Tom Hanks e mais 3 estreias  https://t.co/04VKHw0cJA #LeiaNoSantahá 6 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMoeda Verde: saiba quem são os absolvidos na sentença da primeira instância da operação https://t.co/q3bkYI96HU #LeiaNoSantahá 6 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros