Temer quer aguardar decisão do STF sobre Lava-Jato para indicar o sucessor de Teori - Política e Economia - Santa

Novo ministro20/01/2017 | 19h11Atualizada em 20/01/2017 | 19h11

Temer quer aguardar decisão do STF sobre Lava-Jato para indicar o sucessor de Teori

Segundo pessoas próximas ao presidente, ele teria receio de dar a impressão de estar interferindo no Poder Judiciário

Temer quer aguardar decisão do STF sobre Lava-Jato para indicar o sucessor de Teori Diego Vara/Agencia RBS
Foto: Diego Vara / Agencia RBS
Agência Brasil
Agência Brasil

O presidente Michel Temer ainda não iniciou as conversas com auxiliares e conselheiros sobre o nome que vai indicar para o Supremo Tribunal Federal (STF) como substituto de Teori Zavascki, que morreu nessa quinta-feira. De acordo com assessores presidenciais, a intenção do presidente é indicar o novo quadro "o mais rápido possível", mas apenas depois que a ministra Cármen Lúcia decidir a respeito do processo interno que será adotado para escolher o novo relator das ações da Operação Lava-Jato na Corte.

Responsável pela análise dos inquéritos da Lava-Jato que tramitam no Supremo envolvendo investigados com foro privilegiado, Zavascki morreu aos 68 anos após a queda do avião em que ele viajava na tarde de quinta-feira no mar de Paraty (RJ). Ele estava prestes a homologar os 77 depoimentos de delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht, nos quais constam citações a políticos que teriam recebido doações de campanha com suspeitas de origem ilícita.

Leia mais:
Veja o perfil de quatro postulantes à vaga de Teori
"Lição mais especial foi sempre fazer a coisa certa", diz filho sobre Teori
Corpo de Teori deve ser velado no prédio do TRF, em Porto Alegre 

A tendência é que Temer aguarde uma decisão da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, sobre quem deve herdar os processos que estavam sob a responsabilidade de Teori. Ao todo, são mais de 7,5 mil processos. Ela pode optar por distribuir os casos para outros atuais integrantes da Suprema Corte ou determinar que o novo ministro nomeado pelo presidente da República assuma os processos. A compreensão de pessoas próximas a Temer é de que ele não quer dar a impressão de estar interferindo em outro Poder.

Nesta manhã, Temer se reuniu com a ex-presidente do STF Ellen Gracie, com a Advogada-Geral da União, Grace Mendonça, e com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, mas a informação oficial é de que eles não discutiram a indicação do substituto, que para assumir deverá passar por sabatina na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) do Senado e ter o nome aprovado pelo plenário da Casa.

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaServidores aprovam greve por tempo indeterminado em São José https://t.co/fE634ihPe7 #LeiaNoSantahá 35 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaONU inicia negociações para proibir armas nucleares https://t.co/FMjWT2yRh4 #LeiaNoSantahá 53 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros