Clóvis Reis: Base aliada se articula para selar últimos acordos na Câmara de Blumenau - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política01/02/2017 | 07h01

Clóvis Reis: Base aliada se articula para selar últimos acordos na Câmara de Blumenau

Clóvis Reis: Base aliada se articula para selar últimos acordos na Câmara de Blumenau Artur Moser/Agencia RBS
PSDB e o DEM encabeçam um dos grupos, enquanto PP, PSB, SD e PMDB constituem o segundo conjunto. Foto: Artur Moser / Agencia RBS


A base aliada na Câmara de Blumenau praticamente selou o acordo para a organização dos blocos parlamentares e a composição das comissões permanentes. Em linhas gerais, as representações partidárias retratam a estrutura da aliança que venceu a disputa para a prefeitura. O PSDB e o DEM encabeçam um dos grupos, enquanto PP, PSB, SD e PMDB constituem o segundo conjunto.

Não está definido se PR e PROS se somam ao coletivo governista ou se unem à oposição representada por PSD e PT. Caso os dois partidos se agreguem à situação, as comissões parlamentares terão possivelmente a seguinte composição: Jens Mantau (PSDB) preside a Comissão de Constituição, da qual será relator Ricardo Alba (PP) ou Bruno Cunha (PSB); Almir Vieira (PP) preside a Comissão de Finanças, com Alexandre Matias (PSDB) na relatoria;

Marcelo Lanzarin (PMDB) será presidente da Comissão de Transportes, Oldemar Becker (DEM) coordenará a Comissão de Agricultura e Bruno Cunha (PSB) ou Ricardo Alba (PP) estarão à frente da Comissão de Educação. O acordo pode sofrer mudanças, caso PR e PROS formem um bloco ao lado da minoria. Entretanto, tal aproximação ocorreria exclusivamente em busca de mais espaço interno nas comissões de trabalho, sem quaisquer desdobramentos na postura na tribuna ou em plenário, onde o governo terá 12 dos 15 votos possíveis.
 
• • •

O vereador Adriano Pereira (PT) está inconformado com a desigualdade de forças entre a situação e a oposição em plenário. “O governo vai deitar e rolar. A Câmara de Blumenau será um mero despachante das vontades da prefeitura”, pontificou o vereador.
 
• • •
 
Além da presidência da Fundação de Desportos, o PMDB empenha-se na manutenção da Secretaria de Obras no novo governo, o que não significa a permanência do engenheiro Paulo França no cargo. A indicação aparentemente recaiu sobre o engenheiro Regis Evaloir da Silva, um dos entusiastas do projeto que renovou o comando do partido em Blumenau.
 
• • •
 
A ascensão do vereador Marco Wanrowsky (PSDB) à Assembleia Legislativa caminha para uma queda-de-braço na Justiça. Interlocutores próximos a ele cobram do partido uma intervenção judicial em relação ao suplente Nilson Gonçalves, que se credenciou à vaga mesmo desfiliado.

• • •
 
Embora represente a continuidade do projeto atual, a nova direção da associação empresarial sinaliza que no próximo mandato exercerá uma cobrança mais contundente em relação à atuação da prefeitura e do governo do Estado. O atual vice Avelino Lombardi lidera uma chapa de consenso, cuja posse está prevista para 24 de abril.

JORNAL DE SANTA CATARINA

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaO decálogo do professor Leandro Karnal https://t.co/l38BLpyXPg #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaEconomista aponta reaquecimento da economia e fim da recessão  https://t.co/VFqWEfamdH #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros