Do campo ao prato: sem medo de comer - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Economia25/03/2017 | 03h01Atualizada em 25/03/2017 | 10h37

Do campo ao prato: sem medo de comer

Ainda não foi possível estimar os impactos da Operação Carne Fraca no mercado interno de Santa Catarina

Do campo ao prato: sem medo de comer Cristiano Estrela/Agencia RBS
Vania Provensi, advogada e consumidora Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Uma das grandes preocupações do setor com a operação Carne Fraca foi o medo gerado nos consumidores e a desconfiança com o consumo de carne. Uma semana após as denúncias, as perdas registradas pela cadeia exportadora de carne de frango e de carne suína do Brasil chegam a US$ 40 milhões, segundo informações da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Os prejuízos decorrem dos bloqueios das importações de grandes mercados para frangos, suínos ou perus, como China, Hong Kong, Egito, México e Chile.

No mercado interno, ainda não foi possível estimar o impacto. Porém, as empresas se esforçam para assegurar aos consumidores que a Carne Fraca pegou apenas um pequeno pedaço da cadeia e que os produtos estão seguros. 

A advogada Vania Provensi, por exemplo, não mudou os hábitos de consumo.

– Não parei de comprar carne porque sou do Oeste e sei como é produzida. Não tenho desconfiança – afirma.

ENSAIO DE FOTOS: Carne Fraca no NóS #38

Clique na imagem abaixo para continuar lendo a reportagem especial:

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaTaxistas se negam a atender criança machucada porque seus pais chegaram de Uber ao hospital  https://t.co/mJKOTTPW7N #LeiaNoSantahá 31 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaEx-deputado catarinense é condenado a 31 anos de prisão por abuso sexual de menores https://t.co/1qiFKFKY6x #LeiaNoSantahá 36 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros