Falta de manutenção no eixo industrial de Joinville expõe buracos da rodovia - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Estradas23/03/2017 | 07h01

Falta de manutenção no eixo industrial de Joinville expõe buracos da rodovia

Dezenas de motoristas já tiveram prejuízos nas últimas semanas, principalmente com pneus estourados. No trecho de 3,5 km da Hans Dieter Schmidt há, pelo menos, 27 buracos

Falta de manutenção no eixo industrial de Joinville expõe buracos da rodovia Salmo Duarte/Agencia RBS
Hélio teve o pneu traseiro da moto estourado por causa de um buraco na rodovia Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Às margens da rodovia A101A, mais conhecida como Hans Dieter Schmidt, por onde trafegam diariamente cerca de 20 mil veículos, há mais do que apenas vegetação que cresce dos dois lados da pista. Ali, calotas de carros fazem cada vez mais parte da paisagem do Distrito Industrial de Joinville. São o resultado das constantes passagens de veículos pelos buracos da via que serve de acesso, pela BR-101, ao bairro que contém o maior número de empresas e galpões industriais da região.

Nas últimas semanas, o volume de carros e motos estragados às margens da Hans Dieter Schmidt e na sua continuação, a avenida Edgar Meister, aumentou bastante. Não passa um dia sem que as falhas da pista causem prejuízos a motoristas.
Na manhã desta quarta-feira, a vítima da falta de manutenção do trecho foi o motociclista Hélio Lipinski, de 43 anos. Ele pilotava a moto de entrega de uma empresa vindo de Garuva e havia trafegado por apenas 500 metros na Hans Dieter quando passou por um buraco e o pneu traseiro furou.

– Eu vi (o buraco) e tentei desviar, mas não deu tempo para fazer com que o pneu não caísse. Que bom que eu estava com a velocidade baixa porque, senão, poderia ter me acidentado – disse ele, que ainda precisou empurrar a moto por cerca de 20 metros antes de conseguir estacionar.

Além do dano material, Hélio teve de lidar com a perda de tempo. Com a moto estragada e sem ter alternativa para onde ir, a não ser o acostamento, ele teve de ligar para a empresa e pedir ajuda. Calculou que ficaria ali pelo menos uma hora e meia se tivesse sorte de encontrarem  um borracheiro disponível.

Bem perto dali, próximo à rua Étienne Arnaldo Douat, são tantos buracos que parece haver uma coleção de calotas no acostamento – 19 em um trecho de 20 metros.

Situação piora à noite
O gerente comercial César Augusto, que trabalha em uma empresa localizada na região, contou que o problema se intensifica à noite, quando fica mais difícil de o motorista enxergar os buracos no asfalto.

– Ontem (terça-feira) à noite, havia seis carros parados, bem aqui na frente, com pneu furado por terem caído (em um buraco) – relatou César.

Ao trafegar pelos 3,5 quilômetros de extensão da Hans Dieter Schmidt, é possível contar pelo menos 27 buracos, alguns deles bem grandes. A situação não é muito diferente na Edgar Meister, que tem um número menor de buracos na pista.


Manutenção de rodovias será retomada em 15 dias
A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Joinville informou que foi aberta uma nova licitação para manutenção de rodovias nos oito municípios da região, incluindo a SC-108, que contempla a Hans Dieter Schmidt e parte da avenida Edgar Meister. Duas empresas participaram do edital na última sexta-feira e uma foi habilitada.

A ADR aguarda os prazos legais para a abertura da proposta de preço e a conclusão da licitação para início dos serviços. Das rodovias que cortam os oito municípios da região de cobertura da ADR, o setor de infraestrutura do órgão definiu como prioridade no atendimento os trechos do Eixo Industrial (A101A), de Garuva (SC-417), Itapoá (SC-416), Serra Dona Francisca (SC-418) e Rodovia do Arroz (SC-108).

O valor estimado é de R$ 539 mil e será utilizado para serviços de fresagem, tapa-buraco, roçada, limpeza de bocas de lobo e de placas.


Edital da duplicação pode sair em abril

O projeto de duplicação do trecho das avenidas Hans Dieter Schmidt e Edgar Meister já foi concluído pelo governo do Estado. Falta definir apenas como será feito o custeio da obra orçada em R$ 49,5 milhões. A ideia do governo é firmar uma parceria com as empresas para cobrir partes das despesas.

O edital de licitação, informou a assessoria da ADR Joinville, pode ser assinado no mês que vem, dependendo da agenda de trabalho do governador Raimundo Colombo.

O projeto de engenharia para restauração e aumento da capacidade da A101A foi contratado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e executado pela empresa PB&M Consultoria de Meio Ambiente em 2016. A obra prevê duplicação, drenagem, melhoria dos acessos, 11 interseções, travessias urbanas, faixas adicionais, escala de pedestre, ciclovia e sinalizações vertical e horizontal e instalação de semáforos.

No entroncamento com a rua Dona Francisca, por opção da Prefeitura, o projeto prevê uma rotatória em vez de um elevado. A via de 5,5 quilômetros faz ligação da BR-101 com a avenida Santos Dumont, na região Norte da cidade.


Como cobrar os prejuízos

Segundo o artigo 20 do Código de Defesa do Consumidor, o fornecedor do serviço é o responsável pela qualidade do trabalho prestado. Isso se aplica também ao poder público ou à concessionária encarregada da manutenção da pista. Por isso, se o carro passar em um buraco na rua ou na rodovia e tiver prejuizos, o motorista pode cobrar o ressarcimento.

Ela se aplica em casos de avarias provocadas por buracos, lombadas não sinalizadas, emendas malfeitas no asfalto, falta de sinalização adequada, pedras ou objetos que estavam na via e que foram arremessados pelas rodas de outros veículos ou que caíram de caminhões de manutenção a serviço da concessionária.

O QUE FAZER
— Verifique quem é o responsável pela pista no local onde ocorreu o acidente para cobrar do órgão correto.
— Tire fotos e anote nomes e contatos de testemunhas, para que sirvam como provas.
— Faça três orçamentos de todos os serviços que foram necessários (guincho, compra de peças, conserto).
— Entre em contato com o órgão responsável para solicitar a indenização.

ONDE FICA
O trecho fica na zona Norte de Joinville, entre a BR-101 e o Garten Shopping. São 5,5 km de extensão da rodovia A101A, também conhecida como Hans Dieter Schmidt, entre o viaduto sobre o km 33 da BR-101 e o trevo com a Dona Francisca, em frente à empresa Schulz, e Edgar Meister, entre o mesmo trevo e a avenida Santos Dumont, no acesso ao Garten Shopping.

A NOTÍCIA

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlog do Pancho: Esperaremos pelos governos para diminuir a violência? https://t.co/T2q4Usz0kfhá 12 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaBlog do Pancho: A nova cara da Acib https://t.co/yjKdD7WpoLhá 12 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros