Mercados esperam corrida de última hora por ovos de Páscoa - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Economia13/04/2017 | 11h30Atualizada em 13/04/2017 | 11h30

Mercados esperam corrida de última hora por ovos de Páscoa

Comércio de Blumenau espera que movimento em busca dos chocolates se intensifique nos últimos dias da semana 

Mercados esperam corrida de última hora por ovos de Páscoa Lucas Correia/Agencia RBS
Supermercados apostam na decoração e nos tradicionais corredores de ovos para chamar a atenção da clientela Foto: Lucas Correia / Agencia RBS

O movimento nos supermercados e lojas que vendem ovos de Páscoa e chocolates em grandes quantidades deve aumentar a partir desta quinta-feira. Esta é, ao menos, a expectativa dos lojistas. Como em todo ano, os dias de maior movimento ocorrem a partir da quinta-feira da Semana Santa e se intensificam inclusive na sexta-feira, já que muitos estabelecimentos abrem as portas mesmo no dia considerado santo pelos cristãos.

O presidente da Associação Catarinense de Supermercados (Acats), Paulo Cesar Lopes, destaca que os três dias que antecedem o Domingo de Páscoa são de praxe os mais movimentados, apesar dos consumidores já terem começado as pesquisas e as compras. Segundo ele, vários fatores interferem na decisão das pessoas sobre o momento ideal de comprar – desde o clima até a quantidade de crianças em casa.

Segundo Lopes, algumas pesquisas da entidade apontam que a maioria dos consumidores vai comprar a mesma quantidade de chocolates do ano passado. Cerca de 18% deve investir menos nos doces de Páscoa e 20% vão gastar um pouco mais com os presentes para a data. É o caso da comerciante Sonia Silva, 54 anos, que vai comprar mais ovos neste ano e, por isso, analisou bastante antes de decidir.

– Fiz pesquisas, já comprei aqui e agora voltei para comprar mais alguns. O preço está bom, melhor que no ano passado, e como a família aumentou tem que comprar mais. Aqui está bom porque você compra um ovo e ganha uma barra de chocolate, então para quem vai presentear é bem vantajoso – avalia, enquanto capricha nos presentes e recheia o carrinho.

Apesar da expectativa pelo final da semana, o gerente do Giassi Supermercados, Fernando Pereira, afirma que a procura pelos chocolates já tem um bom ritmo, apesar de ainda não poder mensurar as vendas em relação a 2016. Ele ressalta que o atual momento econômico fez com que a empresa freasse os investimentos e reduzisse as compras de ovos de Páscoa em 20%. Mesmo assim a procura tem se intensificado na medida em que o domingo se aproxima.

A redução não é opção de uma ou outra empresa. De acordo com Lopes a retração já começou na indústria, que diminuiu o volume de ovos de Páscoa de modo geral e decidiu investir em um mix de produtos mais variado, apostando principalmente no que se chama de ¿linha regular¿, que são as barras de chocolate e as caixas de bombons. Um estabelecimento que segue na contramão deste movimento é a Havan, que aposta com força na data. Segundo o gerente de produtos Aldemir de Souza, o volume de vendas aumenta gradativamente durante a Semana Santa e tem o pico, de fato, nos últimos dias. A redução do investimento da indústria nos ovos de chocolate não chegou a afetar a empresa, diz Souza, que manteve as compras e planeja crescer em 10% nas vendas de ovos e entre 25% a 30% na linha regular.

DICAS PARA ECONOMIZAR
Recomendações da Associação Brasileira de Supermercados para não terminar a Páscoa com a cesta cheia e o bolso vazio:

1. Compare
Observe quanto custa uma barra de chocolate e um ovo de Páscoa, ambos da mesma marca, avaliando a quantidade de produto que vem em cada um. A diferença, dependendo do caso, pode superar 400%, o que é uma quantia significativa até mesmo na compra de apenas uma unidade, quanto mais na compra de várias.

2. Pense
Agir por impulso é algo que pode levar ao comprometimento das finanças, portanto reflita sobre a importância de comprar algo caro, perecível e que representa apenas uma única data do ano. Caso a intenção seja comprar e presentear toda a família, procure ser consciente e buscar alternativas mais econômicas.

3. Priorize
Por mais que haja vontade de presentear a todos, dê prioridade às pessoas mais próximas e que dão mais valor aos doces – afinal, não são todos. O acúmulo de chocolates pode gerar desperdício, não apenas de dinheiro, mas também de alimentos. Considere priorizar as crianças, que criam mais expectativas em relação à data.

4. Negocie
Se desejar comprar itens de marcas específicas tendo dinheiro para isso, ótimo. Mas lembre-se que é sempre válido negociar, especialmente se for pagar à vista e comprar em grande quantidade. Pesquise preços em diversos estabelecimentos, opte pelo que oferecer menores valores e melhores condições de pagamento. E peça desconto!

5. Substitua
Considere trocar os ovos de marca por caseiros, que também possuem boa qualidade e não carregam a grife que tanto encarece um produto. Muitas pessoas se dedicam à produção de chocolates caseiros na Páscoa, portanto aproveite a oportunidade para economizar e valorizar o trabalho de seus conhecidos.

6. Simplifique
É possível fazer algo coletivo como, por exemplo, uma cesta com chocolates para pessoas que moram na mesma casa. Sairá bem mais em conta.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCasal que transportava drogas capota carro e é preso na BR-101 https://t.co/cFlDIWXKi4 #LeiaNoSantahá 37 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDagmara Spautz: Vereadores aprovam aumento no número de comissionados em Itajaí https://t.co/5dPDYDPntV #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca