"Encontrei meus limites", diz Gavazzoni ao deixar a Secretaria de Estado da Fazenda  - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política 22/05/2017 | 15h40Atualizada em 22/05/2017 | 20h55

"Encontrei meus limites", diz Gavazzoni ao deixar a Secretaria de Estado da Fazenda 

upiara boschi
upiara boschi

Em uma conversa com sete jornalistas convidados na tarde desta segunda-feira, o secretário de Estado da Fazenda, Antonio Gavazzoni explicou que está deixando a função para se dedicar pessoalmente a sua defesa nos processos envolvendo as delações da JBS e da Odebrecht na Operação Lava-Jato. A decisão ocorreu após uma conversa com o governador Raimundo Colombo (PSD), na noite de domingo.

— Não posso ficar aqui trabalhando e assistir um cara hoje dizer uma coisa, amanhã dizer outra. Sou doutor em Direito, quem melhor do que eu pra cuidar da minha própria vida? É a coisa certa. Encontrei meus limites. Eu vou pro pau. Vou processar quem tem que processar — garantiu o secretário. 

Conforme o diretor da JBS Ricardo Saud, Colombo e Gavazzoni teriam recebido ao menos R$ 10 milhões da empresa. Na delação, realizada em maio deste ano, o executivo conta que os valores, considerados pela PGR como propina, foram para a campanha de 2014 . A empresa teria intenção de comprar a Casan através de um braço de construção civil da gigante do setor alimentício. Encontros entre Joesley Batista, sócio da JBS, e o governador teriam ocorrido em meados de 2013, mesmo ano que em que houve a compra da Seara. As delações já foram homologadas pelo STF.

Também há citação do ex-secretário em delações da Odebrecht. De acordo com delatores da empreiteira, Colombo e homens de sua confiança — Gavazzoni entre eles —, teriam pedido um total de R$ 17,1 milhões em doações não contabilizadas (caixa 2) para representantes da empresa entre 2010 e 2015. O destino dos valores seria campanhas do PSD catarinense, segundo relatos de colaboração premiada de dois ex-executivos da Odebrecht Ambiental, braço de saneamento da construtora.

Gavazzoni estava no cargo desde 2013 e deixou o cargo nesta segunda-feira. Antes da conversa com os jornalistas, ele divulgou uma nota oficial em que diz não ter mais "forças para seguir comandando os homens e mulheres de grande capacidade técnica que pertencem aos quadros da Fazenda". A vaga será assumida por Almir Gorges, ex-secretário-adjunto da pasta e funcionário de carreira do governo do estado. 

"Lamento que esta tenha sido sua decisão", diz Colombo sobre saída de Gavazzoni da Fazenda

Almir Gorges assume Secretaria da Fazenda após saída de Gavazzoni

Estela Benetti: Gavazzoni, o supersecretário de Colombo e Luiz Henrique

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaFim de semana do funk: veja a agenda de shows em Santa Catarina https://t.co/P1mse4rT1N #LeiaNoSantahá 13 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaVeja imagens de como será o novo terminal de passageiros do Aeroporto de Florianópolis https://t.co/NZJUUSBFBd #LeiaNoSantahá 46 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros