Fenahabit começa hoje em Blumenau com foco no cliente - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Evento25/05/2017 | 08h42Atualizada em 25/05/2017 | 08h43

Fenahabit começa hoje em Blumenau com foco no cliente

Momento turbulento do país esfria ânimos, mas regra na Fenahabit é fechar negócio 

Se em 2016 o impeachment de Dilma Rousseff às vésperas da Feira Nacional das Tecnologias de Habitação, Construção e Imobiliário (Fenahabit) fez com que os expositores do evento em Blumenau virassem a chave da incerteza para a expectativa de um início de recuperação da atividade econômica, neste ano o cenário é exatamente o contrário.

Até uma semana atrás, o mercado imobiliário e da construção civil respirava otimismo. Indicadores positivos, como as quedas da inflação e dos juros e a retomada da geração de empregos formais em abril, ajudavam a alimentar o ânimo do setor.

O cenário favorável se refletiu na procura por estandes da Fenahabit 2017. A organização esperava 85 expositores, mas precisou apertar os corredores do setor 1 do Parque Vila Germânica para fazer caber as cerca de 115 empresas que compraram espaços no evento.

A nova leva de delações premiadas que sacudiu Brasília e abalou a imagem do presidente Michel Temer na última semana, no entanto, deixou a visão de futuro embaçada novamente.

– Agora voltamos a ter uma incógnita – avalia o vice-presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon) de Blumenau, Marcos Bellicanta.

Apesar do ambiente turbulento, o presidente do Sindicato da Habitação de Blumenau e Região (Secovi), Sergio Cunha, mantém certo grau de otimismo e diz que o segmento precisa unir forças para atravessar mais esta difícil fase. A regra dentro da Fenahabit é, pelo menos durante os quatro dias de feira, esquecer um pouco das mazelas do governo federal e se concentrar em atrair clientes e fechar negócios.

Neste ano, quem for ao evento encontrará mais de 20 mil opções em imóveis de todos os tipos, promete a organização. Oferecer condições especiais de financiamento é a principal estratégia dos expositores para fisgar aquele cliente que talvez não esteja tão decidido assim a comprar um apartamento ou uma casa própria.

– Temos construtoras que vão oferecer imóveis com entrada zero e outras terão opções bem acessíveis, a partir de R$ 5 mil – garante Júlio César de Oliveira, diretor-executivo da Via Ápia Eventos, responsável pela Fenahabit.

Além de novidades dos setores da construção civil, acabamento e imobiliário e do já tradicional Feirão da Caixa Econômica Federal, com foco na habitação popular, a edição deste ano será mais regional, diz Oliveira. O visitante deve encontrar um volume maior de ofertas de imóveis do Alto Vale e do Litoral do que em edições passadas. A expectativa é que entre 22 mil e 25 mil pessoas passem pela Vila Germânica de hoje até domingo.

Impacto financeiro

Cálculos já feitos pela organização da Fenahabit revelam que a feira tem potencial para movimentar até R$ 100 milhões ao longo de um ano na região. Não é somente o que o evento gira por si só, mas também as consequências que ele traz neste período.

Nesta conta, estão incluídos os impactos indiretos – movimentação da cadeia de serviços, como hotéis, bares, restaurantes e táxis – e os negócios fechados ou prospectados durante a exposição – que muitas vezes são quitados bem depois, longe dos estandes. Só em 2016, conta Oliveira, uma única empresa assinou um contrato de R$ 23 milhões dentro da Vila Germânica.

A Caixa, que em Santa Catarina terá feirões também em Chapecó, Florianópolis e Joinville, espera superar em todo o país os R$ 10 bilhões alcançados em 2016.

HOMENAGEM

Além da exposição, a Fenahabit terá sete palestras que abordarão desafios da construção civil e do mercado imobiliário. O auditório do seminário levará o nome da empresária Soraia Vasselai, ex-presidente do Secovi e entusiasta do setor, que faleceu em novembro do ano passado, aos 55 anos, vítima de uma parada cardíaca. Informações sobre a programação: bit.ly/seminarioFenahabit.

SERVIÇO
O quê:
13ª Fenahabit - Feira Nacional das Tecnologias de Habitação, Construção e Imobiliário
Quando: de hoje a sábado das 15h às 21h e no domingo das 10h às 20h
Onde: Setor 1 do Parque Vila Germânica, em Blumenau
Quanto: a entrada é gratuita, mas é preciso credenciamento. Ele pode ser feito antecipadamente em bit.ly/Fenahabit2017

 
 
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros