Nova denúncia contra Dirceu "é o rabo abanando o cachorro", diz Gilmar Mendes - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Operação Lava-Jato02/05/2017 | 15h33Atualizada em 02/05/2017 | 16h27

Nova denúncia contra Dirceu "é o rabo abanando o cachorro", diz Gilmar Mendes

Ministro afirmou que decisão desta terça-feira dos promotores não terá nenhuma influência no julgamento do habeas corpus de Dirceu pelo STF

Nova denúncia contra Dirceu "é o rabo abanando o cachorro", diz Gilmar Mendes Elza Fiuza/Agência Brasil
Foto: Elza Fiuza / Agência Brasil
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Cerca de quatro horas depois de a força-tarefa da Lava-Jato oferecer uma nova denúncia contra o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta terça-feira que a atuação do Ministério Público Federal (MPF) não terá nenhuma influência no julgamento do habeas corpus de Dirceu que ocorre nesta tarde.

A 2ª Turma do STF julga nesta terça-feira um habeas corpus do ex-ministro, preso há quase dois anos no âmbito da Operação Lava-Jato. Dirceu teve prisão preventiva decretada em agosto de 2015 e desde então já foi condenado duas vezes pelo juiz federal Sergio Moro, responsável na primeira instância pelas ações penais sobre o esquema de corrupção na Petrobras.

Leia mais
Lava-Jato denuncia Dirceu por recebimento de propina durante julgamento do mensalão
"Existem razões de sobra para Dirceu ficar na prisão", diz Dallagnol

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava-Jato no Ministério Público Federal (MPF), afirmou que a denúncia contra José Dirceu estava sendo preparada e foi antecipada por conta do julgamento desta terça-feira na 2ª Turma do STF. Dallagnol afirmou que tem "plena convicção" de que o STF manterá a prisão do ex-ministro.

— Se eles imaginam que vão constranger o Supremo, o Supremo deixava de ser o Supremo — disse Gilmar Mendes, ao chegar para a sessão da 2ª Turma. — Como se a gente pudesse (ser pressionado)... é o rabo abanando o cachorro.

Indagado se a nova denúncia pressionava ou constrangia os ministros da 2ª Turma do STF, Gilmar respondeu:

— Absolutamente nada.A força-tarefa da Operação Lava-Jato denunciou José Dirceu mais uma vez. Dirceu agora é acusado de receber propinas das empreiteiras Engevix e da UTC no valor de R$ 2,4 milhões durante e depois do julgamento do mensalão, ação penal em que foi condenado.

Leia as últimas notícias sobre a Operação Lava-Jato

*Estadão Conteúdo

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaNaufrágio deixa ao menos três mortos e 30 desaparecidos na Colômbia https://t.co/uAnF87Db0q #LeiaNoSantahá 11 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCorpo de jovem é encontrado em Criciúma, no sul do Estado https://t.co/DzW2gA9IrW #LeiaNoSantahá 47 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros