Clóvis Reis: promotor envia a Brasília inquérito sobre o contrato de esgoto em Blumenau - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Investigação07/06/2017 | 01h38Atualizada em 07/06/2017 | 01h38

Clóvis Reis: promotor envia a Brasília inquérito sobre o contrato de esgoto em Blumenau

Promotor Gustavo Mereles espera ajudar a identificar beneficiários de propinas da Odebrecht

O promotor Gustavo Mereles enviou à Procuradoria Geral da República, em Brasília, cópia do inquérito que investiga a concessão do tratamento de esgoto em Blumenau. Ele acredita que os documentos ajudem a identificar os beneficiários das propinas que a Odebrecht pagou no município.

De acordo com informações que a construtora prestou à Operação Lava-Jato, no período entre de 2010 e 2014 ela repassou em torno de R$ 8 milhões para cerca de 20 interlocutores. Se confirmados, os fatos caracterizariam o maior escândalo político da história local. 

A identificação dos beneficiários e a finalidade dos depósitos são dúvidas que colocam em suspeição a natureza de decisões relacionadas aos interesses da empreiteira à época. 

Recentemente, parte do material das delações desceu para o Estado para a apuração dos fatos que envolvem acusados sem foro privilegiado. O envio do inquérito para Brasília sinaliza a disposição do Ministério Público em colaborar na elucidação dos fatos. 

Na Câmara de Blumenau, o pedido de instalação da CPI do Esgoto tem apenas duas assinaturas, numa demonstração de que cinco meses de mandato foram suficientes para que os novos vereadores renunciassem à responsabilidade de fiscalizar os atos do Poder Executivo.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaMaioria do STF vota por restringir foro privilegiado a crimes ligados a mandatos https://t.co/DH9fUcUxHn #LeiaNoSantahá 44 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDagmara Spautz: rio que provoca manchas no mar em Itapema está há dois anos sem monitoramento https://t.co/4otUrUbqR2 #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca