Clóvis Reis: Professor Gilson virou uma espécie de noiva cobiçada na Câmara de Blumenau - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política08/07/2017 | 12h59Atualizada em 08/07/2017 | 15h34

Clóvis Reis: Professor Gilson virou uma espécie de noiva cobiçada na Câmara de Blumenau

Dança das cadeiras no Legislativo pode alterar a correlação de forças dentro do governo no ano que vem

Clóvis Reis: Professor Gilson virou uma espécie de noiva cobiçada na Câmara de Blumenau Lucas Correia/Agencia RBS
Foto: Lucas Correia / Agencia RBS

A dança das cadeiras que se projeta nos bastidores da Câmara de Blumenau pode alterar a correlação de forças dentro do governo a partir do ano que vem. Hoje, dos partidos que integram a base de apoio, apenas o PSDB conta com três cadeiras em plenário.

Confirmada a janela de troca partidária, PSB, PP e DEM teriam a chance de aumentar a representação e igualar-se ao PSDB em número de vagas. A possibilidade acirrou a disputa em torno dos vereadores que cogitam uma mudança, como Alexandre Caminha (PROS) e Professor Gilson (PSD).

O destino de Jovino Cardoso (PSD) rende um capítulo à parte, mas também entra nas contas. Nesse quadro, com o provável ingresso de Caminha no PSB, Gilson virou uma espécie de noiva cobiçada, com passe valorizado no xadrez das transferências.

O partido da sua escolha ficará com três vereadores, empatando com o PSDB, ganhando força dentro do governo e para a próxima eleição à prefeitura.

:::

O vereador Ito de Souza avisou aos aliados: não ficará no PR, caso o partido filie o vereador Jovino Cardoso. Confirmando-se tal hipótese, voltaria ao PP.

:::

O PP perdeu mais um cargo de segundo escalão na prefeitura. Depois da Vigilância em Saúde, agora o partido ficou sem a Direção de Fiscalização na Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

:::

O ex-candidato a prefeito Valmor Schiochet não participou da solenidade de posse da nova executiva do PT. A ausência explica o clamor pela unidade interna.

::: 

Integrante da base de apoio ao governo, o vereador Marcelo Lanzarin (PMDB) adota uma postura de independência nas discussões da Câmara de Blumenau. Da tribuna já protestou contra a qualidade na manutenção das ruas, da falta de vaga em creches e mais recentemente dos gastos da prefeitura com propaganda.

:::

Com a ascensão do irmão ao comando estadual da Assembleia de Deus, o deputado Ismael dos Santos (PSD) pavimentou o caminho para uma eleição tranquila no ano que vem. Não concorre a deputado federal porque projeta uma votação recorde na disputa para a Assembleia Legislativa.

:::

O empresário Emil Chartouni assinou ficha de filiação ao PP. O retorno ao partido que integrou até 1998 teve a intermediação do vereador Ricardo Alba. Em novembro do ano passado, Chartouni saiu do PTB porque não concordava com o apoio à reeleição do prefeito Napoleão Bernardes (PSDB). Por outro caminho parou na base de apoio do mesmo jeito.


 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem é preso suspeito de tentativa de estupro em Itajaí https://t.co/8nKSn9ajgW #LeiaNoSantahá 1 minutoRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCasais de SC que tiveram bebês trocados na maternidade há 29 anos vão receber indenização do Estado https://t.co/CoeCidGGXe #LeiaNoSantahá 31 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros