Confira alguns fundamentos de Sérgio Moro para condenar Lula - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Moacir Pereira12/07/2017 | 19h46Atualizada em 12/07/2017 | 19h46

Confira alguns fundamentos de Sérgio Moro para condenar Lula

O juiz enfatiza várias vezes que o triplex não está em nome de Lula por manobra de ocultação, lavagem de dinheiro e manutenção de sigilo das propinas

Confira alguns fundamentos de Sérgio Moro para condenar Lula SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: SÉRGIO CASTRO / ESTADÃO CONTEÚDO

A sentença do juiz Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente Lula a 9 anos e 6 meses de prisão, tem 238 páginas. É um documento robusto, com farta jurisprudência, narração cronologia, centenas de transcrições dos depoimentos e audiências e repetidas referências sobre provas documentais e orais sobre os crimes praticados por Lula. Enfatiza várias vezes que o triplex não está em nome de Lula por manobra de ocultação, lavagem de dinheiro e manutenção de sigilo das propinas. A seguir, alguns dos trechos da parte final da sentença:

***

"O ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinha um papel relevante no esquema criminoso, pois cabia a ele indicar os nomes dos diretores ao Conselho de Administração da Petrobras e a palavra do governo federal era atendida. Ele, aliás, admitiu, em seu interrogatório, que era o responsável por dar a última palavra sobre as indicações, ainda que elas não fossem necessariamente sua escolha pessoal e ainda que elas passassem por mecanismos de controle."

 * * *

"Definido que o apartamento 164-A, triplex, era de fato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que as reformas o beneficiavam, não há no álibi do acusado Luiz Inácio Lula da Silva o apontamento de uma causa lícita para a concessão a ele de tais benefícios materiais pela OAS Empreendimentos, restando nos autos, como explicação única, somente o acerto de corrupção decorrente em parte dos contratos com a Petrobras. Provado, portanto, o crime de corrupção."

* * *

"O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi beneficiado materialmente por débitos da conta geral de propinas, com a atribuição a ele e a sua esposa, sem o pagamento do preço correspondente, de um apartamento triplex, e com a realização de custosas reformas no apartamento, às expensas do Grupo OAS."

* * *

"A prática do crime corrupção envolveu a destinação de R$ 16 milhões a agentes políticos do Partido dos Trabalhadores, um valor muito expressivo. Além disso, o crime foi praticado em um esquema criminoso mais amplo no qual o pagamento de propinas havia se tornado rotina. (página 234)."

Deputados catarinenses comentam condenação: 

Compadre
Correligionário, amigo e compadre de Lula, o deputado federal Décio Lima, presidente estadual do PT,  ocupou a tribuna da Câmara para externar indignação com a condenação do ex-presidente. Sustentou que a condenação é política, "porque sem provas" e acusou o juiz Sérgio Moro de ser partidário. Em Florianópolis, o deputado Dirceu Dresch, líder do PT na Assembleia Legislativa, também acusou o juiz Moro de condenar sem provas e de estar agindo "como golpista e em nome de interesses internacionais."

Corrupção avançou
O presidente da Assembleia, deputado Silvio Dreveck (PP), elogiou a decisão do juiz Sérgio Moro "que estudou durante muito tempo a denúncia e tinha fundamentos para a condenação".

- Todos sabíamos que o grande avanço da corrupção no Brasil ocorreu nos governos Lula e Dilma. Ele está fazendo Justiça - afirmou.

Condenações
O deputado que revelou maior satisfação pela condenação de Lula foi o líder do PSD na Assembleia, Milton Hobus. Textual: "O povo brasileiro está esperando por isso e festeja. Não se pode enganar todo mundo durante todo o tempo. Infelizmente, o sr. Luiz Inácio Lula da Silva foi um grande mal para o Brasil, apesar de algumas conquistas sociais. No governo dele tivemos uma década perdida. O Mensalão foi implantado por ele, que saiu ileso. Tenho convicção de que esta é a primeira de várias condenações. O Brasil está sendo passado a limpo."

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Leia também: 

Julgamento de Lula pode terminar depois de 2018; entenda


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaRua XV de Novembro vira calçadão neste sábado em Blumenau https://t.co/DRzUUkJzn3 #LeiaNoSantahá 14 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaFeirão oferta vagas de trabalho para deficientes em Blumenau https://t.co/P0Tu4DknzN #LeiaNoSantahá 14 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros