Curso de pós-graduação em SC terá Dilma Rousseff e Jean Willys como professores  - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Moacir Pereira11/07/2017 | 03h20Atualizada em 11/07/2017 | 13h28

Curso de pós-graduação em SC terá Dilma Rousseff e Jean Willys como professores 

"A Esquerda no Século 21" será lançado nesta sexta, em Chapecó 

Curso de pós-graduação em SC terá Dilma Rousseff e Jean Willys como professores  Felipe Nogs/Agencia RBS
Foto: Felipe Nogs / Agencia RBS

Deputado Pedro Uczai lança na sexta-feira, em Chapecó, o curso de pós-graduação "A Esquerda no Século 21". Entre os professores anunciados estão Dilma Rousseff, que levou o Brasil a este desastre econômico e político, os agitadores João Pedro Stédile (MST), Guilherme Boulos (MTST) e Jean Willys.  Nas redes sociais, a iniciativa recebe fortes críticas, classificada como o "curso do século 19".

Equipamentos
Legislativa, esteve nesta segunda no Palácio Barriga Verde para reunião com assessores depois de participar de ato de entrega de máquinas agrícolas em três municípios. Presentes o secretário da Agricultura, Moacir Sopelsa, o deputado Rogério Mendonça (PMDB) e prefeitos. O parlamentar volta nesta terça à capital paulista para definir tratamento de saúde, com a disposição de manter a rotina parlamentar.

Jubileu
Autoridades eclesiásticas e lideranças de movimentos católicos estiveram nesta segunda na Apaz de São José para homenagear o arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck, que completou 66 anos. No domingo, padre Aquilino dos Santos, vigário da Paróquia de Ingleses e professor aposentado da UFSC, comemorou 50 anos de sacerdócio. E no dia 21 de julho, o popular conferencista padre Evaristo Debiasi também celebrará jubileu. Ele continua internado em São Paulo.

Correios
Marcada para esta sexta, às 18h30min na Assembleia Legislativa, audiência pública para debater a atuação precária da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos em Santa Catarina. Os empregados se queixam de desastrosas atuações de diretores indicados pelo PT e pelo PDT, sem qualificação profissional. A ECT registra prejuízos milionários, e seu fundo previdenciário foi manipulado e objeto de fraudes monumentais.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Jorginho Mello substituído na CCJ da Câmara confirma voto a favor da denúncia contra Temer

"A legalização dos cassinos amenizaria a crise da saúde", diz líder do governo na Alesc

Colombo avaliza Merisio 


Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros