Maioria dos 16 deputados federais de SC não sabe como se posicionará sobre denúncia contra Temer - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política04/07/2017 | 15h54Atualizada em 04/07/2017 | 17h36

Maioria dos 16 deputados federais de SC não sabe como se posicionará sobre denúncia contra Temer

Entre os que a reportagem conseguiu entrevistar, seis estão indecisos, cinco votarão pela aceitação e um contra

Maioria dos 16 deputados federais de SC não sabe como se posicionará sobre denúncia contra Temer Antonio Augusto/Câmara dos Deputados
Maioria segue indecisa. Cinco deputados votarão pela aceitação da denúncia e um é contra Foto: Antonio Augusto / Câmara dos Deputados
Diário Catarinense
Diário Catarinense

A denúncia do procurador-geral da República contra o presidente Michel Temer começou a tramitar nessa semana na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Independente do placar ali, o documento chegará ao plenário, onde são necessários 342 votos para a aceitação da denúncia, o que resultaria em um afastamento de até 180 dias de Temer do cargo. Em Santa Catarina, a maioria dos 16 deputados ainda não definiu ou divulgou como se posicionará.

Cinco deputados já manifestaram que devem votar pela aceitação da denúncia: Décio Lima (PT), Pedro Uczai (PT), Jorge Boeira (PP), Geovania de Sá (PSDB) e Carmen Zanotto (PPS). Apenas um disse que hoje votaria contra: Valdir Colatto (PMDB). Já os outros 10 ou estão indecisos ou não foram localizados para comentar o assunto.

Rodrigo Maia relata à presidente do STF rito de denúncia contra Temer

Veja a atual posição dos deputados catarinenses

Carmen Zanotto (PPS) - estava com o celular desligado durante esta terça-feira. Na semana passada, no entanto, afirmou que "a denúncia tem que ser investigada e levada para frente".

Cesar Souza (PSD) - Estava com o celular desligado e ainda não se pronunciou sobre o caso.

Décio Lima (PT) - Já fechou questão a favor do afastamento do presidente.

Pedro Uczai (PT) - Já fechou questão a favor do afastamento do presidente.  

Esperidião Amin (PP) - Indeciso. "Só vou me posicionar depois de terminar de ler a denúncia e ter acesso à defesa."

Jorge Boeira (PP) - Vai votar pela aceitação da denúncia. Afirmou na última semana que acha que "o governo atual não tem mais condições de governar o país"

Celso Maldaner (PMDB) - Indeciso. "Não vi nada ainda. Não sabemos nem se vai ter recesso. É preciso aguardar."

Rogério Peninha Mendonça (PMDB) - Indeciso. "Estou ainda estudando. Tenho que ver a denúncia completa. Cheguei hoje em Brasília e não deu nem tempo de respirar ainda."

Ronaldo Benedet (PMDB) - Não atendeu as ligações ao longo da terça-feira. Estava indeciso até a semana passada. 

Jorginho Mello (PR) - Ainda é considerado um indeciso, embora já tenha declarado que tende a votar pela aceitação da denúncia.

Marco Telbaldi (PSDB) - Indeciso. "Não tenho posição ainda. Pelo que eu conversei por aqui, ninguém sabe nada direito ainda. O partido vai fazer reunião para tratar do assunto. Quero conhecer melhor a denúncia."

Geovania de Sá (PSDB) - Disse que votará favorável ao prosseguimento da denúncia em plenário "para que as investigações continuem". Tudo isso apesar de o partido ainda não ter fechado questão quanto ao tema.

João Rodrigues (PSD) - Indeciso. "Por enquanto, minha posição é de neutralidade. Preciso sentar com o meu partido para entender bem a denúncia."

Valdir Colato (PMDB) - Hoje votaria pelo arquivamento denúncia. "A gente está pensando no Brasil e no perigo que seria o PT voltar ao governo. Acho previdente nós mantermos o presidente até o ano que vem e fazermos as reformas que têm de ser feitas. Se houver outros fatos que nós desconheçamos até aqui, podemos mudar de posição."

Mauro Mariani (PMDB) - Estava com o celular desligado durante a terça-feira. A assessoria de imprensa informou que ele não havia tomado uma decisão sobre o tema até a segunda-feira. 

João Paulo Kleinubing (PSD) - Indeciso. "Apesar de ter ciência acerca das denúncias contra o presidente Michel Temer, estou analisando a consistência do material e devo aguardar a defesa do presidente, para decidir meu voto de forma imparcial e responsável", declarou em nota.

Leia mais:

Maioria dos deputados federais de SC evita se posicionar sobre denúncia contra Temer na Câmara

"OAB não aceita que Câmara seja usada para proteger grupos políticos", diz Lamachia

Moacir Pereira: Temer: o preço da salvação no TSE

>
 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaDepois de seis anos, Maria Bethânia retorna a Florianópolis para show em dezembro https://t.co/3Xw25KqXVf #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaTécnicos apresentam próximos passos da reforma da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis https://t.co/4KxEURg3sE #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros