PMDB fecha questão e obriga deputados a rejeitar denúncia contra Temer - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Delação da JBS12/07/2017 | 11h37Atualizada em 12/07/2017 | 13h56

PMDB fecha questão e obriga deputados a rejeitar denúncia contra Temer

Parlamentares que descumprirem a decisão serão enquadrados pelo Conselho de Ética do partido

PMDB fecha questão e obriga deputados a rejeitar denúncia contra Temer Reprodução/Romero Jucá Twitter
Foto: Reprodução / Romero Jucá Twitter
Zero Hora
Zero Hora

Em reunião da executiva nacional, na manhã desta quarta-feira (12), o PMDB decidiu fechar questão contra a denúncia por corrupção passiva que pesa sobre o presidente do Michel Temer. Com isso, o partido obriga os deputados a votar contra a admissibilidade da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na Câmara.

"Quem não cumprir a decisão será enquadrado pelo Conselho de Ética do partido e sofrerá punições", afirmou o presidente nacional do PMDB, Romero Jucá, pelo Twitter.

Leia mais
PP fecha questão para rejeitar denúncia contra Temer
Relação com Rodrigo Maia é "a melhor possível", afirma Temer
Temer diz ter orgulho de "ter feito tanto pelo país como não se fez em 20 anos"

De acordo com Jucá, o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi, "já tem a prerrogativa de suspender as funções partidárias por 90 dias" dos deputados que não seguirem a orientação da sigla. O PMDB é a maior bancada da Câmara, com 63 parlamentares. 

Na terça-feira (11), o Partido Progressista (PP) também fechou questão para rejeitar a denúncia contra Temer. No jargão político, "fechar questão" é uma decisão do partido que estabelece que os parlamentares são obrigados a votar de acordo com a orientação da legenda, sob pena de sofrer represálias — entre elas, a expulsão. 

A expectativa é de que, nos próximos dias, o Partido da República (PR) também feche questão contra a admissibilidade da denúncia. 

Leia mais notícias de Política

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: Governo quer votar Reforma da Previdência ainda neste ano, diz Meirelles  https://t.co/dmfE3AMUJB #LeiaNoSantahá 5 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: Fiesc vai entregar Agenda Estratégica da indústria para Meirelles https://t.co/D1TGyTNJ3I #LeiaNoSantahá 16 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca