"Vou votar a favor e ponto final", diz deputado de SC substituído na CCJ - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Denúncia contra Temer10/07/2017 | 16h11Atualizada em 10/07/2017 | 17h55

"Vou votar a favor e ponto final", diz deputado de SC substituído na CCJ

Jorginho Mello (PR) foi trocado após adiantar voto ao seu partido

"Vou votar a favor e ponto final", diz deputado de SC substituído na CCJ Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados, Divulgação/Câmara dos Deputados, Divulgação
Jorginho Mello (PR) foi trocado após adiantar voto ao seu partido Foto: Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados, Divulgação / Câmara dos Deputados, Divulgação

O deputado federal catarinense Jorginho Mello está entre os quatro parlamentares do PR que foram substituídos pelo partido da titularidade da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. O motivo: ele vai votar pela admissibilidade da denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer. 

O parlamentar catarinense classificou como "errada" a atitude do partido, que estaria "defendendo o indefensável". Ele disse que o líder do PR na Câmara, José Rocha (Bahia) o procurou para falar da troca. O baiano teria dito que a substituição ocorreu em função de um "compromisso com o governo".

— Mas eu não tenho compromisso — disse o parlamentar de Santa Catarina.

Jorginho contou ainda que avisou ao partido que votará pela admissibilidade da denúncia, por isso foi substituído. Para o deputado, "o país precisa ser passado a limpo, nem que doa".

— Fui substituído porque não deixo nada nebuloso. Eu clareio a minha posição. Vou votar a favor e ponto final — completou Mello. 

Além dele, foram substituídos os deputados Delegado Waldir (Goiás), Marcelo Delaroli (Rio de Janeiro) e Paulo Freire (São Paulo). Os substitutos são Bilac Pinto (PR-MG), Laerte Bessa (PR-DF), Magda Mofatto (PR-GO) e Milton Monti (PR-SP).

Leia também 

Políticos do PSDB catarinense falam sobre desembarque do governo Temer 

Doria diz que presidente do PSDB não pode decidir "individualmente" se o partido apoia Maia

Desembarque é a posição "mais clara", diz presidente interino do PSDB

Tucanos se reúnem em SP para definir desembarque do governo Temer

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaO decálogo do professor Leandro Karnal https://t.co/l38BLpyXPg #LeiaNoSantahá 9 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaEconomista aponta reaquecimento da economia e fim da recessão  https://t.co/VFqWEfamdH #LeiaNoSantahá 10 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros