Carolina Bahia: o balanço de Temer - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política29/08/2017 | 02h10Atualizada em 29/08/2017 | 02h10

Carolina Bahia: o balanço de Temer

Pesquisa aponta desaprovação que atinge o Executivo, Legislativo e Judiciário

Carolina Bahia: o balanço de Temer Marcelo Chelo//CJPress/Folhapress
Foto: Marcelo Chelo/ / CJPress/Folhapress

Às vésperas de completar um ano do impeachment de Dilma Rousseff, o presidente Temer encomendou aos ministros um balanço do governo. Apesar da impopularidade recorde, quer provar que não há apenas crise e que programas de diferentes pastas foram adiante. Difícil missão. Uma das principais bandeiras do Ministério da Educação, as novas regras do ensino médio, por exemplo, patinam para sair do papel. Por enquanto, é mais propaganda do que ações concretas nos Estados. No Ministério dos Transportes, faltam recursos para garantir o ritmo de obras importantes. Mas é certo que a reforma trabalhista, a concessão de aeroportos e a queda da taxa Selic e da inflação estarão neste balanço. O Planalto quer entregar aos parlamentares aliados subsídios para que eles possam defender o governo Temer nos Estados. E o calendário está apertado. Em abril, ministros deixam a Esplanada para concorrer às eleições.

Zagueiro
O nome do ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) chegou a entrar na lista inicial da viagem à China, ao lado de Temer. Mas diante do risco de uma nova denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente, Padilha acabou ficando. Difícil acreditar que os interinos Rodrigo Maia (Presidência da República) e André Fufuca (presidência da Câmara) tenham condições de segurar sozinhos mais um rojão.

Dentro de casa
Prestes a assumir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luiz Fux tem razão quando afirma que o Congresso quer enfraquecer o Judiciário. Ele precisa, no entanto, reconhecer as próprias mazelas. O comentário pelos gabinetes de Brasília é que a Lava-Jato perde fôlego exatamente no momento em que se aproxima dos tribunais.

 Segredo
Um dos personagens centrais do Mensalão, Henrique Pizzolato, foi liberado pela Justiça para trabalhar durante o dia. Alguém já imaginou o que poderia ser revelado se ele contasse tudo o que sabe sobre o passado?

Leia outras colunas de Carolina Bahia

Carolina Bahia: fantasma do fato novo

Carolina Bahia: segurança em segundo plano

Carolina Bahia: equivocado e incompleto

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaAo vivo: acompanhe o trânsito em Blumenau nesta segunda-feira (25/9) https://t.co/ZaQnXvA8FW #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau sedia fórum de prevenção a riscos de desastres naturais na bacia do Rio Itajaí https://t.co/lkHbO5U7M7 #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros