Economista aponta reaquecimento da economia e fim da recessão  - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Moacir Pereira23/09/2017 | 03h00Atualizada em 23/09/2017 | 03h00

Economista aponta reaquecimento da economia e fim da recessão 

Além disso, José Roberto Mendonça de Barros projetou que Lula não será candidato em 2018

Economista aponta reaquecimento da economia e fim da recessão  Andréa Graiz/Agencia RBS
Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

A recessão acabou. Os sinais de reaquecimento da economia são mais sólidos neste segundo semestre. Para aumento mais forte do PIB o governo federal precisa controlar as contas públicas, fazendo o indispensável ajuste fiscal.

Previsão otimista do economista José Roberto Mendonça de Barros, durante palestra em Joinville na reunião mensal do Conselho e Diretoria do Sistema Fiesc.

Lula fora
Mendonça de Barros fez, também, uma projeção do cenário político e das eleições presidenciais de 2018.  Previu, em primeiro lugar, que Lula não será candidato, porque sua condenação a mais de 9 anos de prisão deverá ser confirmada pelo Tribunal Regional Federal de Porto Alegre.  Neste caso, será enquadrado na Lei da Ficha Limpa.  Outra hipótese: a eleição presidencial deverá ter muitos candidatos.

Investidores
O empresário Hildo Batistella, que construiu o porto de Itapoá, um dos mais modernos do Brasil e já investe na ampliação, está disposto a fazer um grande investimento em Joinville.  Previsão de 100 milhões de reais numa indústria de LED, com tecnologia chinesa.  Foi o que revelou durante reunião com o prefeito Udo Döhler

Cidadão de SC 
Proposta que concede o título de cidadão honorário de Santa Catarina ao desembargador José Antônio Torres Marques, foi apresentada na Assembleia pelo deputado Décio Ribeiro (PSD). Gaúcho de Porto Alegre, o presidente do Tribunal de Justiça atua na magistratura estadual há mais de 34 anos. Gremista que nasceu no Dia de Santa Catarina, Torres Marques atuou em várias comarcas. Tem um filho lageano e outro ilhéu. Foi promovido a desembargador em 2002 e preside o TJ desde 2016.

 Coluna do Moacir
Foto: divulgação / divulgação

Indecência
O Senado terá a próxima semana – prazo fatal da lei eleitoral – para recuperar um mínimo de credibilidade. Esta proposta do senador Romero Jucá (PMDB) de cortar 50% das emendas parlamentares para destinar R$ 3,5 bilhões ao Fundo de Financiamento Eleitoral é uma faca no peito dos eleitores, um porrete na cabeça dos brasileiros e uma monstruosa imoralidade. Por que a cidadania tem que pagar campanhas?

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Sindicatos de médicos reúnem-se nesta sexta na Capital para avaliar impactos da reforma trabalhista

Novo empreendimento em SC marca uma nova época para inovação tecnológica no Estado 

Penitenciária de Florianópolis deve ter ampliação de 400 vagas em seis meses



Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaApós suspensão, organização anuncia novas eleitas no concurso da realeza da Oktoberfest 2018 https://t.co/INk0NEBsSS #LeiaNoSantahá 57 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaApós suspensão, organização anuncia novas eleitas no concurso da realeza da Okotoberfest 2018 https://t.co/eTjXtrD9tS #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros