Líderes do PMDB acusam deputado de engavetar financiamento de US$ 376 milhões à Celesc - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Moacir Pereira01/09/2017 | 04h10Atualizada em 01/09/2017 | 04h10

Líderes do PMDB acusam deputado de engavetar financiamento de US$ 376 milhões à Celesc

Relator do processo na Comissão de Justiça, Jean Kuhlmann explicou que vai primeiro ouvir o secretário da Fazenda

Líderes do PMDB acusam deputado de engavetar financiamento de US$ 376 milhões à Celesc Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

Líderes e parlamentares do PMDB estão acusando o deputado Jean Kuhlmann (PSD) de engavetar o projeto que trata de financiamento do BID à Celesc no valor de US$ 376 milhões. Relator do processo na Comissão de Justiça, Kuhlmann explicou que vai primeiro ouvir o secretário da Fazenda, Almir Gorges. 

Está apreensivo com o endividamento do governo, denunciado pelo deputado Fernando Coruja (PMDB) e admitido pelo secretário da Fazenda. O PMDB acha que o PSD não vai aprovar o empréstimo este ano.

Frustrações
Convidados para assumir duas secretarias de Estado, dois deputados do PSDB tinham garantia do governador Colombo de orçamento mínimo. Os tucanos se frustram com a crítica situação. A Secretaria da Saúde não tem sequer os repasses constitucionais, e as dívidas do governo só crescem. E a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, que tinha a expectativa de movimentar este ano R$ 80 milhões, está ameaçada de paralisia. O saldo dos fundos está zerado. Sem recursos para 2017.

O convênio
Prefeito Joares Ponticelli (PP) considerou uma coincidência que o convênio de R$ 20 milhões para obras de infraestrutura em Tubarão tenha sido assinado próximo da convenção estadual do PP. Lamentou as reações de líderes do PMDB, dizendo que os recursos se destinam à revitalização do acesso à Unisul, com mais de 13 mil alunos, e vias de vital importância na cidade. E destacou que ninguém reagiu quando Eduardo Moreira liberou R$ 15 milhões para a prefeitura de Laguna, do PMDB.

Curtas

*Tribunal Regional Federal negou pedido do Ministério Público Federal que obrigava o governo de Santa Catarina a cumprir convênio com a União para instalação do Centro de Referência e Acolhida de Imigrantes.

*São Joaquim e Lages realizam nesta sexta encontros regionais do PMDB, dentro do projeto "15 em Movimento".

* Eleição na Fundação Celesc de Seguridade Social (Celos) no dia 19 de setembro será com voto eletrônico.  Uma simulação foi realizada ontem sob fiscalização de analistas de sistemas da Celesc.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Aumento de importação está provocando crise nos preços do leite em SC

Ex-presidente da OAB-SC, Tullo Cavalazzi é homenageado por advogados do RJ

Aumenta a insatisfação do PMDB com atos do governo Colombo


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCâmaras de Joinville e Chapecó lideram despesas com diárias em Santa Catarina  https://t.co/dKl5ARjuHg #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMinistério Público investiga morte em operação do Bope, em Piçarras https://t.co/glCVrM49pb #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca