Silvana Pires: Janot no centro das atenções - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política04/09/2017 | 10h19Atualizada em 04/09/2017 | 10h19

Silvana Pires: Janot no centro das atenções

Silvana Pires: Janot no centro das atenções Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias / Agência Brasil
Silvana Pires / RBS Brasília
Silvana Pires / RBS Brasília

silvana.pires@gruporbs.com.br

Depois de muita especulação se anteciparia à volta da China, o presidente Michel Temer resolveu cumprir toda a agenda e só chega ao Brasil na quarta-feira. Pode já ser recepcionado com a segunda denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por obstrução da justiça, com a homologação da delação de Lúcio Funaro - um possível pesadelo para os peemedebista, já que Funaro era homem de confiança de Eduardo Cunha - e com novidades nas novas gravações apresentadas por Joesley Batista. 

Se só isso não fosse suficiente para abalar a já cambaleante política brasileira, Janot também trabalha contra o tempo para apresentar as denúncias dos inquéritos do chamado quadrilhão: PMDB do Senado, PMDB da Câmara e do PT. Na sexta-feira, Janot já deu a largada ao denunciar políticos do PP por organização criminosa no escândalo da Petrobras. A denúncia está sob sigilo, pois conta com informações da deleção do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), também sob segredo de justiça. Com tantos ingredientes explosivos, a semana promete.

Confiante
Apesar de ser semana de feriadão, o presidente em exercício da Câmara, André Fufuca (PP-MA) falou à coluna que está confiante que terá quórum na terça-feira para votar a reforma política. Fufuca ressalta que há um consenso entre os partidos em torno da PEC 282, que proíbe as coligações para as eleições proporcionais, de deputados e vereadores. 

Use e pague
O custo da tornozeleira eletrônica poderá ser cobrado do condenado. A proposta é do senador Paulo Bauer (PSDB-SC) e irá a votação nos próximos dias na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Se o projeto for aprovado, a economia para os cofres públicos poderá chegar a R$ 25 milhões por ano. A relatora, Simone Tebet (PMDB-MS) mudou um pouco o texto, propondo isenção a quem comprovar que não tem condições de pagar.

Lula por aí
Lula encerra hoje em São Luís (MA) sua caravana pelo Norte e Nordeste do país. Oficialmente foram 28 cidades visitadas em três semanas, mas outras de beira de estrada entraram no roteiro. Agora a equipe do ex-presidente irá realizar uma avaliação e, só depois, vão ser definidas datas e formatos das novas caravanas.   

Leia também: 

Carolina Bahia: com a cabeça na denúncia

Carolina Bahia: a volta do efeito JBS

Carolina Bahia: o que é aberração

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaJoão Rodrigues antecipa disputa no PSD, mas ainda depende do STF  https://t.co/XitI4HhB7N #LeiaNoSantahá 40 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDeap mobilizará 700 agentes em reforço das cadeias de SC no fim do ano https://t.co/91S61avJJa #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca