Silvana Pires: PGR sob nova direção - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política18/09/2017 | 02h30Atualizada em 18/09/2017 | 02h30

 Silvana Pires: PGR sob nova direção

Ao substituir nomes de ponta da Força-tarefa da Lava-Jato, Raquel Dodge começa seu mandato à frente da PGR alimentando a desconfiança dos próprios colegas 

 Silvana Pires: PGR sob nova direção Marcelo Camargo/Agência Brasil
Raquel Dodge é a nova Procuradora-Geral da República Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Silvana Pires / RBS Brasília
Silvana Pires / RBS Brasília

silvana.pires@gruporbs.com.br

Ao substituir nomes de ponta da força-tarefa da Operação Lava-Jato, Raquel Dodge começa seu mandato à frente da PGR alimentando a desconfiança dos próprios colegas. Nos grupos de WhatsApp, durante o final de semana, procuradores se mostraram preocupados e discutiam os rumos da Lava-Jato. 

Isso porque, no último sábado, um auxiliar de Dodge ligou para Fernando de Alencar e Rodrigo Telles informando que eles vão ser afastados, apesar deles terem dito que gostariam de permanecer na investigação. Ainda em campanha, Dodge afirmou que manteria a força-tarefa como estava e que quem quisesse ficar não seria desligado. 

No caso de Telles, as especulações pela sua saída giram em torno das investigações contra o senador José Agripino (DEM-RN), que já resultaram em denúncia por corrupção passiva. Raquel Dodge escolheu para ser seu vice, o procurador Luciano Maia – que é primo de Agripino. A escolha, no mínimo, abre espaço para especulações das relações da nova PGR com a política

Uma procuradora que conversou com a coluna chegou a dizer que está torcendo para que sejam só dois anos de mandato e que "o que tem de bom é que Dodge não pode mexer na Lava-Jato de Curitiba". Nesta segunda-feira Raquel Dodge toma posse como procuradora-geral da República no lugar de Rodrigo Janot. O horário da posse foi modificado para que o presidente Michel Temer pudesse estar presente. Ele tem viagem prevista para os Estados Unidos logo após o evento.   
 

Gângster
Dono de uma carreira recheada de escândalos, Paulo Maluf (PP-SP) comentou as últimas revelações de crimes envolvendo o empresário Joesley Batista, da JBS. Enquanto lia o jornal no aeroporto de Congonhas, o deputado falou com um conhecido:

— Eu já vi gângster, Mas como este Joesley, nunca.  

Maluf chegou a constar na lista de procurados da Interpol, e recentemente foi condenado por lavagem de dinheiro pelo STF.

Investimentos
O governador Raimundo Colombo se reúne nesta segunda-feira com o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em Brasília. Colombo vai tratar da segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios, que deve liberar R$ 750 milhões via BNDES para projetos em cidades de Santa Catarina.

Leia também:

Silvana Pires: o primeiro round

Silvana Pires: Semana de fazer cálculos

Silvana Pires: Janot no centro das atenções

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaSC tem pelo menos 15 mortes no trânsito neste fim de semana https://t.co/Ul111X0dtZ #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaSeis pessoas morrem em acidente no Meio-Oeste de SC https://t.co/MHxmZThPjf #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca