Alesc aprova lei que modifica estrutura do Ministério Público estadual - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Moacir Pereira23/11/2017 | 07h46Atualizada em 23/11/2017 | 07h46

Alesc aprova lei que modifica estrutura do Ministério Público estadual

Darci de Matos (PSD), defendeu o projeto alegando que ele vai conter a expansão das despesas com pessoal

Alesc aprova lei que modifica estrutura do Ministério Público estadual Charles Guerra/Agencia RBS
Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei que modifica a estrutura do Ministério Público estadual. O líder do governo, deputado Darci de Matos (PSD), defendeu o projeto alegando que ele vai conter a expansão das despesas com pessoal. E que só a área de combate aos crimes tributários canalizou para o Tesouro, em um ano, R$ 123 milhões. E que outros R$ 600 milhões serão recolhidos ao  Estado de forma parcelada.

Câncer avança 

A incidência do câncer nas mulheres avançou nos últimos anos de forma preocupante, especialmente entre as jovens, em relação ao HPV. A prevenção é outro dilema em todo o Estado. Os exames preventivos de câncer de colo de útero recebem diagnóstico com prazos que variam entre 60 e 70 dias, quando patrocinados pelo SUS. Dados foram revelados na assembleia estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, que reuniu 180 voluntárias de 64 municípios catarinenses em Florianópolis.
Foto: Moacir Pereira / Moacir Pereira

A incidência do câncer nas mulheres avançou nos últimos anos de forma preocupante, especialmente entre as jovens, em relação ao HPV. A prevenção é outro dilema em todo o Estado. Os exames preventivos  de câncer de colo de útero recebem diagnóstico com prazos que variam entre 60 e 70 dias, quando patrocinados pelo SUS. Dados foram revelados na assembleia estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, que reuniu 180 voluntárias de 64 municípios catarinenses  em Florianópolis.

Tecnologia
Programa de parceria entre o Senai da Grande Florianópolis e a Intelbras vai viabilizar pesquisas em quatro laboratórios relacionados  com produtos de segurança residencial e empresarial. Terão quatro segmentos: telecomunicações, redes, controle de acesso e segurança. Variam de fechaduras digitais e biométricas e novos processos de segurança. Outro projeto inovador sobre os resultados das  pesquisas está sendo difundido nas comunidades em diferentes competições de drones, carros elétricos, robótica e cadeiras de rodas motorizadas.

Continuísmo
O radialista Hugo Silveira Lopes foi reconduzido à presidência do Sindicato dos Radialistas de Santa Catarina. O colégio eleitoral  de uma categoria que tem milhares de integrantes em todo o Estado contou com apenas 30 votantes. Silveira Lopes está no cargo desde 1975, portanto, há 42 anos. Fato que se repete em inúmeros sindicatos do Estado.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Leia também:

Universidade gratuita é subsídio para parcela mais rica da população

Arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck recebe Medalha Anita Garibaldi

Em reunião da Fiesc, Jorge Bornhausen comenta reunião com Temer


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaÓrgão Especial do TJ se reúne para apreciar casos do desembargador Gallo https://t.co/5me3dNyarC #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCarolina Bahia: derrota política na tentativa de votar a reforma https://t.co/cqBaL6hplK #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca