Carolina Bahia: desarticulação política  - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política23/11/2017 | 04h00Atualizada em 23/11/2017 | 04h00

Carolina Bahia: desarticulação política 

Pressionado pelos aliados, o governo Temer vacilou na articulação política e precisou, mais uma vez, recuar. 

Pressionado pelos aliados, o governo Temer vacilou na articulação política e precisou, mais uma vez, recuar. Até o meio da tarde de ontem, a decisão de nomear o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) para a Secretaria de Governo era confirmada por interlocutores do presidente Michel Temer. Na Câmara, deputados do Centrão comemoravam a substituição do tucano Antonio Imbassahy pelo peemedebista. Mas a bancada do PSDB na Câmara não gostou da manobra. Irritados por não terem sido consultados sobre a mudança, tucanos cobraram uma posição do Planalto.

— O PSDB vai sair do governo, mas não pela porta dos fundos. Quando o Imbassahy sair é pela porta da frente — comentava uma liderança do partido.

Diante do mal-estar, Temer recuou e cancelou a posse de Marun, prevista para o final da tarde. Políticos experientes, o presidente e seus conselheiros jamais poderiam ter cometido erro não primário. Na ânsia de angariar votos para a reforma da Previdência, houve precipitação, diante da crise com os tucanos e das exigências do PMDB. 

Torcedora
Por volta das 16h30mim, deputados da bancada do PSDB na Câmara receberam uma mensagem no celular: Imbassahy não sai. Mesmo assim, alguns falavam em não ir ao jantar no Palácio da Alvorada. A deputada Yeda Crusius avisou que já tinha um compromisso especial: o jogo do Grêmio.

Sem saber
Líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer passou a tarde em reunião com Imbassahy, chamando o colega de "ministro". Só depois do compromisso, ficou sabendo da notícia de que o tucano poderia ser substituído pelo peemedebista Carlos Marun. Ao buscar informação no Planalto, ouviu a garantia:

— Imbassahy fica.

Peculiar
A posse do novo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, foi peculiar. Deputado de Goiás, ele levou uma claque para prestigiar o evento. Assim que o seu nome foi anunciado, os convidados começaram a gritar:

- Bal-dy, Bal-dy!

Perfil
Apesar de parlamentares do Centrão terem comemorado a possibilidade de mudanças na Secretaria de governo, dentro do próprio PMDB o nome de Carlos Marun para a articulação política não é consenso. Alguns deputados lembravam que ele não tem perfil para um cargo que exige capacidade de diálogo e paciência.


O presidente brasileiro Michel Temer gesticula durante o lançamento de um novo Fundo de Financiamento de Estudantes no Palácio do Planato em Brasília, em 6 de julho de 2017.Os advogados de Temer apresentaram sua defesa em 5 de julho contra acusações de corrupção que ameaçam expulsá-lo do cargo, negando alegações de que ele tirou um suborno de US $ 150.000 de uma empresa de embalagens de carne. / AFP PHOTO / SERGIO LIMA
Foto: SERGIO LIMA / AFP

"Quero dirigir também uma palavra ao Rodrigo [Maia]. Ele tem sido um parceiro fundamental para o sucesso do nosso governo".

Michel Temer, presidente da República, que não perde a chance de elogiar o presidente da Câmara.

Leia outras colunas de Carolina Bahia:

Carolina Bahia: "operação abafa" frustra Lava-Jato 

Carolina Bahia: um padrinho para a reforma 

Carolina Bahia: à mesa com o presidente

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaÓrgão Especial do TJ se reúne para apreciar casos do desembargador Gallo https://t.co/5me3dNyarC #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCarolina Bahia: derrota política na tentativa de votar a reforma https://t.co/cqBaL6hplK #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca