Eduardo Pinho Moreira ganha na Justiça o direito de receber pensão de ex-governador - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Moacir Pereira01/11/2017 | 11h06Atualizada em 01/11/2017 | 11h06

Eduardo Pinho Moreira ganha na Justiça o direito de receber pensão de ex-governador

O pagamento ao atual vice-governador catarinense estava suspenso por causa de ação do deputado estadual Padre Pedro Baldissera (PT)

Eduardo Pinho Moreira ganha na Justiça o direito de receber pensão de ex-governador Simone Sartori / PMDB-SC, Divulgação/PMDB-SC, Divulgação
Foto: Simone Sartori / PMDB-SC, Divulgação / PMDB-SC, Divulgação

O vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB) ganhou no Tribunal de Justiça o direito de receber a pensão de ex-governador, mas limitada ao valor que recebem os titulares do cargo - R$ 15 mil. O pagamento estava suspenso por causa de ação do deputado estadual Padre Pedro (PT). O peemedebista está recebendo até o fim do ano os valores devidos em 2017, duas pensões por mês. O resto da conta ainda não tem prazo nem forma de pagamento definida. 

Natalino pode
O deputado estadual Natalino Lazare recebeu convite para se filiar ao Podemos. Desde que filiou o senador Álvaro Dias, o antigo PTN tem buscado lideranças em todos os Estados para encorpar o projeto do paranaense de concorrer à Presidência da República. Lazare foi eleito pelo PR, mas foi se afastando do partido até receber um autorização de Jorginho Mello (PR) para deixar a sigla.

Semipessedista
O caminho natural de Natalino Lazare seria o PSD, mas a avaliação de que a reeleição seria mais fácil em um partido menor havia aproximado ele do PSB. A filiação ao Podemos, desculpe o trocadilho, pode significar mais um partido na órbita do projeto pessedista para 2018.

Fiscal Adeliana
A prefeita Adeliana Dal Pont (PSD) tirou os últimos dias para vistoriar obras em andamento em São José. Entre elas, uma unidade de saúde no bairro Serraria. O investimento é de R$ 1,2 milhão e a expectativa é atender 6,3 mil pessoas com médicos em clínica geral, ginecologia e pediatria. 

Fica para depois
O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), anunciou o adiamento da convenção nacional do partido, marcada para 7 de novembro. A principal definição do encontro seria o resgate da sigla MDB, utilizada durante o regime militar, além da definição das novas bandeiras do partido e de um programa de compliance. Na segunda-feira, o PMDB catarinense havia decidido boicotar a convenção. O presidente estadual, Mauro Mariani, defende novas eleições para executiva do partido - o que está fora do menu de Jucá.

Pressa
O governador Raimundo Colombo (PSD) pediu regime de urgência no projeto de lei que transforma a Fatma em autarquia, criando o Instituto do Meio Ambiente (Ima). Não que a Assembleia Legislativa venha dando muita bola para as urgências pedidas.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Almir Gorges deixa a Secretaria da Fazenda

Raimundo Colombo e o fantasma de R$ 7,5 bilhões

PMDB de Santa Catarina decide boicotar convenção nacional do partido

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPresídio de Blumenau é um dos 40 do Brasil que vão receber 20 mil livros doados pelo MEC https://t.co/KEo9N1rX2F #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCresce número de homicídios em Santa Catarina https://t.co/bDCo4ogiPL #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca