Silvana Pires: recolocar a reforma nos trilhos - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política09/11/2017 | 02h10Atualizada em 09/11/2017 | 02h10

Silvana Pires: recolocar a reforma nos trilhos

Rodrigo Maia fala a quem quiser ouvir que pode colocar em votação amanhã se tiver voto, mas é categórico em afirmar que "não tem voto" para aprovar as mudanças

Silvana Pires: recolocar a reforma nos trilhos Eduardo Ramos/Especial
Foto: Eduardo Ramos / Especial
Silvana Pires / RBS Brasília
Silvana Pires / RBS Brasília

silvana.pires@gruporbs.com.br

A reforma da Previdência é o assunto principal pelos corredores do Planalto e do Congresso. O desabafo de Michel Temer na segunda-feira praticamente jogando a toalha e admitindo que não conseguiria aprovar as mudanças no sistema provocou um estrago que assustou o próprio presidente. Tentando reverter a situação, logo cedo nesta quarta, já estava reunido com Henrique Meirelles (Fazenda), Eliseu Padilha (Casa Civil), o relator da reforma, deputado Arthur Maia (PPS-BA), e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A ordem é tornar a proposta mais enxuta, levá-la ao conhecimento dos líderes partidários para sentir a reação e só então tentar aprovar o projeto. Arthur Maia já avisou que mexe no texto, mas defende a idade mínima para a aposentadoria, 65 anos para homens e 62 para mulheres. Rodrigo Maia fala a quem quiser ouvir que pode colocar em votação amanhã se tiver voto, mas é categórico em afirmar que "não tem voto" para aprovar as mudanças. Nesse impasse, o que se percebe é um governo enfraquecido, que não tem apoio suficiente para aprovar medidas importantes e que, em alguns momentos, demonstra que o próprio comandante está perdido na condução do que prometeu ser seu compromisso logo após o impeachment de Dilma Rousseff: recolocar o Brasil nos trilhos. 

Avançar
SC está contemplada no Programa Avançar que o governo Temer lança nesta quinta em Brasília. O alinhamento do Berço 4 do Porto de Itajaí está entre os projetos selecionados. Na tentativa de emplacar uma agenda positiva, o Avançar prevê investimentos no país em áreas como infraestrutura e mobilidade urbana num total de R$ 42,5 bilhões até 2018, em mais de 6200 projetos. 

Convocado
Após ser chamado às pressas para reunião com Temer, Henrique Meirelles adiou a participação na audiência na Câmara marcada para quarta. O presidente da Comissão de Finanças, Covatti Filho (PP), pretende votar requerimento ainda hoje para convocar Meirelles para o dia 22. É a segunda vez que ele cancela a ida à comissão. Com a convocação, o ministro é obrigado a comparecer.

Idoso
Projeto da deputada Geovania de Sá (PSDB-SC) que reduz a zero as alíquotas do PIS-Pasep e Cofins na importação e comercialização de fraldas geriátricas foi aprovado na Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. A proposta ainda irá passar por outras duas comissões e como é conclusivo, se aprovado nas comissões, pode ir direto ao Senado.

Leia também:

Silvana Pires: a fala de Temer, segundo Meirelles

Silvana Pires: a volta do Malvado Favorito

Silvana Pires: duelo de versões

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPresídio de Blumenau é um dos 40 do Brasil que vão receber 20 mil livros doados pelo MEC https://t.co/KEo9N1rX2F #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCresce número de homicídios em Santa Catarina https://t.co/bDCo4ogiPL #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca