Vendas no varejo de SC têm alta de 15% em setembro - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Economia14/11/2017 | 11h39

Vendas no varejo de SC têm alta de 15% em setembro

Estado teve quarto maior aumento em volume no país em comparação com o ano passado

Vendas no varejo de SC têm alta de 15% em setembro Marco Favero/Agencia RBS
Supermercados puxaram alta das vendas em setembro no Estado Foto: Marco Favero / Agencia RBS

O volume de vendas no comércio varejista catarinense cresceu 15,1% em setembro na comparação com o mesmo mês em 2016, revelou a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE nesta terça-feira. Com isso, o Estado teve o quarto maior avanço entre as Unidades da Federação. No país, a alta foi de 6,4% para esse mesmo tipo de comparação. Entre janeiro e setembro, SC tem o maior incremento em nível nacional, uma alta de 13,4%, enquanto as vendas brasileiras cresceram apenas 1,3%. 

Em parte, vale dizer, os dados são altos porque a base de comparação, 2016, é fraca. Ao longo da recessão, e especialmente no ano passado, o comércio catarinense foi fortemente afetado pela crise. Neste ano, com a inflação menor e a liberação do FGTS, o consumo parou de cair e voltou a crescer aos poucos. 

Em relação a agosto, SC teve recuo de 0,2% na série com ajuste sazonal, enquanto em nível nacional houve incremento de 0,5%, compensando a queda anterior de 0,4%. 

O setor de supermercados, alimentos e bebidas puxou a alta em SC em setembro ante 2016 (24,8%) e também tem ajudado no incremento ao longo de 2017, com 25,2% de incremento acumulado, atrás apenas de materiais para escritório e informática (30%). 

Também se destacaram em setembro, na comparação interanual, os eletrodomésticos (12%) e artigos de uso pessoal e doméstico (13,8%). Tiveram recuos somente os segmentos de materiais para escritório e informática (-7,2) e tecidos, vestuário e calçados (-1,2%). 

No comércio varejista ampliado - que inclui veículos, peças e materiais de construção - SC teve alta de 16,6% no volume de vendas em comparação com o mesmo período em 2016. 

Mato Grosso e Acre se destacam em setembro

Em comparação com setembro de 2016, os resultados foram positivos em 23 das 27 Unidades da Federação, com destaques para Mato Grosso (18,1%), Acre (17,3%) e Rondônia (16,7%). As maiores quedas, em termos de magnitude, foram observadas em Goiás (-7,2%); Roraima (-4,5%) e Distrito Federal (-3,1%). Quanto à participação na composição da taxa do varejo, destacaram-se, pela ordem: São Paulo (6,9%), Rio Grande do Sul (12,9%), Paraná (10,4%) e Santa Catarina (15,1%).

Quanto ao comércio varejista ampliado. 25 das 27 Unidades da Federação apresentaram variações positivas na comparação com o mesmo período do ano anterior, com destaque, em termos de volume de vendas, para Tocantins (24,4%), Amazonas (20,8%) e Rio Grande do Sul (20,4%). Em termos de taxas negativas, aparecem Goiás (-8,4%) e Rondônia (-4,0%).

Na passagem de agosto para setembro de 2017, na série com ajuste sazonal, o comércio varejista registrou avanço em 18 das 27 Unidades da Federação, com Paraíba (3,5%), Amazonas (3,3%), Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (ambos com 3,1%) registrando as taxas mais elevadas. Por outro lado, entre os Estados com variações negativas frente a agosto, destaca-se Minas Gerais (-2,0%). 

Leia mais:

Vendas do varejo sobem 0,50% em setembro ante agosto, revela IBGE

Meirelles volta a dizer que crê na aprovação da reforma da Previdência neste ano

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlog do Pancho: Usuários do Quero-Quero aguardam aprovação da sinalização noturna do aeroporto https://t.co/xFaFqHNw36há 16 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCaminhão carregando retroescavadeira atinge pedestre na BR-470 no Vale https://t.co/3MMdwXUZnu #LeiaNoSantahá 35 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca