Carolina Bahia: "Efeito manada" - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política07/12/2017 | 04h00Atualizada em 07/12/2017 | 04h00

Carolina Bahia: "Efeito manada"

Governo deseja que partidos fechem questão a favor da reforma da previdência

 

O governo Temer aposta no efeito manada para viabilizar a votação da reforma da Previdência na próxima semana. Por isso, há grande esforço para que partidos aliados anunciem que estão fechando questão a favor do projeto. Fechar questão significa cobrar dos deputados que todos votem da mesma maneira. O PMDB tomou essa decisão ontem, mas o presidente do partido, senador Romero Jucá (PMDB-RR), hesitou quando questionado sobre o tipo de punição que será imposta aos infiéis. Ele sabe que não terá unidade na bancada do PMDB e que ameaçar de expulsão é tiro no pé. O que o governo está buscando neste momento é criar um ambiente positivo para emplacar a votação. Quem conversa com lideranças de diferentes partidos, ouve que não tem ambiente para levar adiante um assunto tão impopular. Governistas acreditam que se conseguirem fechar pelo menos 290 votos favoráveis, mais a promessa de fidelidade de bancadas, o ânimo pode virar. Nos bastidores, parlamentares estão recebendo todos os tipos de proposta em troca de voto. No final da tarde de ontem, Temer abriu a agenda para atender uma fila de negociadores. O curioso — e lamentável — é que muitos deputados dizem que até agora nem mesmo leram a nova proposta de reforma.

VOTO ABERTO
A bancada do PMDB de Santa Catarina ainda não se reuniu para debater a reforma da Previdência, mas o deputado Valdir Colatto avisa que votará a favor das mudanças e que não vê problema na decisão do partido de fechar questão. Para ele, no novo texto — que preserva o trabalhador rural — é bem mais palatável.

FICA AQUI
Deputados gremistas consultaram o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) sobre a possibilidade de liberação na próxima semana, em razão do primeiro jogo do tricolor no Mundial. Maia disse não. Ele foi categórico, ao afirmar que pretende colocar em votação a reforma da Previdência.

LISTÃO
O líder do PP na Câmara, Arthur Lira (AL), tem chamado um por um dos deputados para conversar sobre a reforma da Previdência. Ele anota as informações em uma lista com três colunas: os votos favoráveis, os contrários e aqueles nomes com pendências a serem resolvidas. Assuntos emendas, cargos e eleições 2018 são encaminhados ao Palácio do Planalto.

FRASE
"Ando nos aeroportos de cabeça erguida, mas eu acho que muitos dos senhores não têm essa coragem, andam até disfarçados, de dizer que são parlamentares, porque é uma vergonha, é vergonhoso", 

do deputado Tiririca (PR-SP), no primeiro e, segundo ele, último discurso na tribuna da Câmara. Ele anunciou que não concorre à reeleição. 

Leia outras colunas de Carolina Bahia:

Carolina Bahia: a reforma subiu no telhado

Carolina Bahia: à mesa com o presidente

 Carolina Bahia: agarrados ao poder 

Foto:


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCão terapeuta leva conforto a velórios em Balneário Camboriú https://t.co/vKSN8Tr4RH #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDagmara Spautz: Cão terapeuta leva conforto a velórios em Balneário Camboriú https://t.co/jxmboyGlTw #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca