Carolina Bahia: os sinais do PSDB - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política06/12/2017 | 04h00Atualizada em 06/12/2017 | 04h00

Carolina Bahia: os sinais do PSDB

Em plena negociação da reforma da Previdência, a relação do governo Temer com o PSDB não poderia estar pior.

Carolina Bahia: os sinais do PSDB Spencer Platt//GETTY IMAGES NORTH AMERICA
Foto: Spencer Platt/ / GETTY IMAGES NORTH AMERICA

Em plena negociação da reforma da Previdência, a relação do governo Temer com o PSDB não poderia estar pior. Ontem, o presidente Michel Temer comentou que "não achou agressiva" a declaração do ministro Henrique Meirelles (Fazenda), que tanto desagradou os tucanos. Ao colocar o bloco na rua para a disputa presidencial, Meirelles afirmou que o governo terá candidato, mas que não será Geraldo Alckmin. Tucanos que já estavam irritados também não gostaram do comentário do presidente. A reforma, no entanto, está entre as bandeiras do partido. Hoje, oficialmente a bancada tomará uma decisão sobre a votação das mudanças na aposentadoria. Para manter a coerência, os deputados do PSDB precisam garantir o apoio ao texto da reforma. Se tirarem o corpo fora, será para reforçar a ideia de descolamento do Planalto.

BALADA
Quem circulou pela festa de aniversário do ex-senador de Santa Catarina Jorge Bornhausen ouviu o ministro Gilberto Kassab (Comunicações), o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingues, e o deputado Heráclito Fortes (PSB-PI), comentando que é difícil conseguir aprovar a reforma da Previdência ainda neste ano. Temer também foi ao jantar.

FANTASMAS
A situação dos irmãos Geddel Vieira Lima e Lúcio Vieira Lima é mais um motivo de dor de cabeça para os peemedebistas. A denúncia da Procuradoria-Geral da República, com o pedido de prisão domiciliar da mãe dos políticos e prisão noturna do deputado Lúcio deixou os antigos aliados de cabelo em pé. Há temor de mais uma delação bombástica.

DEPOIS DO CARNAVAL
O deputado Décio Lima (PT-SC) afirmou à coluna que a o presidente Lula deve visitar os Estados do Sul somente depois do Carnaval. A data escolhida deve ser mais próxima ao julgamento no Tribunal Regional Federal da 4º Região, que deve ocorrer em março. Petistas estão combinando montar acampamento em Porto Alegre, onde fica a sede do tribunal.

FRASE

Em manifestação na tribuna, senadora Kátia Abreu  critou a cúpula do PMDB, que a expulsou
Foto: Waldemir Abreu / Senado

"E o Congresso continua autista. Só se pensa na Previdência. Só conseguem fazer uma coisa por vez? Não dão conta de fazer pelo menos três? Segurança, saúde e previdência?", 

da senadora Kátia Abreu.

Leia outras colunas de Carolina Bahia:

Carolina Bahia: a reforma subiu no telhado

Carolina Bahia: à mesa com o presidente

 Carolina Bahia: agarrados ao poder 

Foto:


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaSeguradora vai doar R$ 2.018 para bebês que nascerem na virada do ano https://t.co/yk2Bw2JyNT #LeiaNoSantahá 8 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaPiloto de moto morre em acidente na BR-280 na madrugada de sábado https://t.co/Gtf9hD17fm #LeiaNoSantahá 10 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca