Carolina Bahia: Temer mobiliza equipe para fazer balanço - Política e Economia - Santa

Versão mobile

 

Política18/12/2017 | 06h00Atualizada em 18/12/2017 | 06h00

Carolina Bahia: Temer mobiliza equipe para fazer balanço

Marqueteiros foram chamados para badalar um inventário de conquistas. Adiamento da reforma da Previdência pode ser considerada uma derrota

As duas últimas semanas do ano para o governo Temer serão de balanço entre os principais ministérios em busca da tal pauta positiva. Depois de adiar a reforma da Previdência — o que foi uma derrota — o presidente da República mobiliza os seus marqueteiros para badalar um inventário de conquistas. Na lista da equipe econômica estão o teto de gastos, a reforma trabalhista, a queda da taxa Selic e o controle da inflação. Não é pouca coisa para um governo impopular. Na maioria das empreitadas, Temer contou com a fidelidade de sua base de apoio no Congresso. Os indicadores da economia acenam com tempos melhores. Complicado é convencer a população dos efeitos positivos dessas ações ou da efetividade dos números. Na vida real, a gasolina e o gás aumentaram, o desemprego continua com taxas elevadas e quem vai às compras não encontra preços menores. A sensação de falência dos serviços públicos fica ainda mais evidente com a falta de investimento em saúde, educação e infraestrutura. Em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo", ao falar de um candidato à presidência do Centrão, o  presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que esse presidenciável não precisa ter o nome de Michel Temer tatuado na testa, basta defender a agenda liberal das reformas.

Então é Natal 

O calendário da semana, com sessões de hoje até quarta-feira, está mantido pelo presidente da Câmara. O desafio é garantir quórum. Na pauta, projetos como o que disciplina a atividade de lobistas e o que cria o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito.   

Presente

O deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) será o presidente da comissão especial que vai analisar a PEC do Foro Privilegiado. Pacheco é presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e está com um pé no Democratas.

Punição

Disposto a defender a reforma da Previdência, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que os tucanos que se posicionarem contra a proposta serão punidos. Como presidente nacional do partido, ele quer colocar ordem na casa. Mas como ficará a situação de parlamentares como a deputada catarinense, Geovania de Sá, que já avisou que vai votar contra?

Frase

"A delegada responsável pela prisão do reitor de Santa Catarina foi cogitada para comandar a superintendência da PF em Sergipe, mas a nomeação está suspensa até a conclusão da sindicância", do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, em entrevista à revista "Veja".

Leia outras colunas de Carolina Bahia

Carolina Bahia: vai prender ou não vai?

Carolina Bahia: Palocci ataca Lula

Carolina Bahia: do deboche às malas de dinheiro

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaDuas pessoas morrem em acidente na BR-470, em Ilhota https://t.co/DzntbjJaXo #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDois homens são presos após roubo a lotérica no Centro de Gaspar https://t.co/4xM5W69r7C #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca