Os planos das prefeituras do Vale do Itajaí para o dinheiro do Fundam - Política e Economia - Santa

Versão mobile

Política13/12/2017 | 09h27Atualizada em 13/12/2017 | 09h31

Os planos das prefeituras do Vale do Itajaí para o dinheiro do Fundam

Veja o que as principais cidades da região planejam para aplicar os recursos

  

 Indaial - SC - Brasil - 23022017 - Ponte sobre o rio Itajaí-Açú em Indaial.
Término da Ponte do Warnow é o principal pedido de Indaial.Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

Uns receberão mais, outros menos, mas em tempos de aperto aos cofres públicos e diminuição de repasses aos municípios, qualquer brecha é motivo para cada um puxar a sardinha para o seu lado. Anunciada no fim do mês passado pelo governo do Estado, a segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) irá distribuir um montante de R$ 700 milhões entre as 295 prefeituras de Santa Catarina. Se essa verba fosse dividida igualitariamente, cada cidade receberia R$ 2,37 milhões. Mas não é o que vai ocorrer.

Enquanto isso, os municípios tentam pegar a maior fatia possível do bolo. Blumenau, por exemplo, já havia deixado claro o interesse pelo Centro de Convenções – anexo ao Setor 1 do Parque Vila Germânica. Orçado em R$ 15 milhões, o recurso recebeu o aval do governador Raimundo Colombo (PSD), embora ainda não esteja oficialmente à disposição. Indaial, por sua vez, quer os R$ 4,5 milhões avaliados como suficientes para finalizar a obra na Ponte do Warnow (confira abaixo).

Outras cidades do Vale também já elencaram seus interesses. Itajaí, tal como os blumenauenses, optou por não ficar apenas nas obras em ruas. O município do litoral pede macrodrenagem nos bairros Nossa Senhora das Graças, Dom Bosco e São Judas – além da reurbanização das ruas Duque de Caxias e Aristides Palumbo. Todos esperam o início do ano que vem para receber o sinal negativo ou positivo do Estado quanto aos valores.

Demandas custariam
R$ 62 milhões no total

Somando tudo, Blumenau, Gaspar, Ilhota, Itajaí, Rio do Sul, Indaial, Pomerode e Timbó almejam o recebimento de investimento na casa dos R$ 62,6 milhões por meio do Fundam, mas todos sabem que ter em mãos esse valor integral é inviável. Então, foi preciso adaptar projetos e definir questões prioritárias, até para que a divisão do recurso não sirva para gerar atrito entre as prefeituras, em vez de confortá-las financeiramente. 

Um exemplo é o de Gaspar: a cidade almeja fazer o Contorno Urbano, cujo valor estimado é de R$ 74 milhões, mas sabe que não terá todo esse montante disponível. Assim, dividiu a obra em quatro partes e pleiteará ao Fundam um total de R$ 12 milhões.

centro de convenções em blumenau, projeto
Blumenau, por sua vez, quer recurso para tirar o Centro de Convenções do papel.Foto: divulgação / divulgação

– O trecho é de um quilômetro, entre a Rodovia Ivo Silveira e a Rua Francisco Mastella. É um projeto urbano, com característica rodoviária semelhante à Via Expressa em Blumenau. Conseguimos fazer por partes e ir liberando o trânsito gradativamente, ou seja, o contorno já está funcionando mesmo sem estar 100% pronto – explica o secretário de Planejamento Territorial de Gaspar, Alexandre Gevaerd.

À exceção de Blumenau e Itajaí, os outros principais municípios do Vale do Itajaí querem utilizar a verba do Fundam apenas para obras que envolvem mobilidade urbana. Em Indaial, o objetivo é terminar os trabalhos na Ponte do Warnow, projeto que recebeu recursos do governo do Estado. Já o pedido de Rio do Sul, Timbó, Pomerode e Ilhota envolve a melhoria em vias que ligam a cidade a bairros e tratam tanto de pavimentação quanto de revitalização. Juntos, somam R$ 24,6 milhões.

Blumenau
O que quer: Centro de Convenções
Quanto quer: R$ 15 milhões

“Foi uma das prioridades elencadas para Blumenau e que já quando a obra começar dará a largada para captar eventos para cá”. Ricardo Stodieck, secretário de Turismo.

Itajaí
O que quer: Macrodrenagem nos bairros Nossa Senhora das Graças, Dom Bosco e São Judas e reurbanização das ruas Duque de Caxias e Aristides Palumbo
Quanto quer: R$ 10 milhões

“Com a macrodrenagem e a reurbanização das vias, vamos minimizar os problemas de alagamentos nessas regiões. Após a macrodrenagem, as vias receberão entroncamento e alargamento, com melhora da mobilidade urbana”. Rodrigo Lamim, secretário de Urbanismo

Gaspar
O que quer: Trecho 1 do Contorno Urbano
Quanto quer: R$ 12 milhões

“Primeiro fizemos um projeto mais audacioso, que previa um anel de contorno mais longo e caro, na faixa de R$ 500 milhões. Hoje a ideia é fazer só o contorno urbano, o que já alivia o trânsito”. Alexandre Gevaerd, secretário de Planejamento Territorial.

Indaial
O que quer: Finalizar obra na Ponte do Warnow
Quanto quer: R$ 4,5 milhões

“O governo do Estado não previu todo o recurso necessário para a ponte, e essa é uma obra prioritária para a mobilidade urbana de Indaial. Esperamos no início do ano que vem ter um aval”. André Moser (PSDB), prefeito.

Rio do Sul
O que quer: Revitalizar a Estrada Blumenau
Quanto quer: R$ 10 milhões

“É um trecho de seis quilômetros que liga Rio do Sul a Lontras fora da BR-470. Lá o asfalto é velho, tem uns 25 anos, não tem ciclovias, faixa de pedestre, a sinalização é precária”. José Thomé (PSDB), prefeito.

Timbó
O que quer: Pavimentação da Rua Tiroleses
Quanto quer: R$ 3,1 milhões

“É uma via importante para o município, já que faz a ligação com pelo menos quatro bairros: Tiroleses, Travessão dos Tiroleses, Rio Fortuna e Dona Clara. É uma futura ligação também com Rio dos Cedros e tem no seu trajeto unidade de saúde, creche, escola”. Jorge Krüger (PP), prefeito.

Pomerode
O que quer: Revitalizar o trecho da SC-110 na zona urbana
Quanto quer: R$ 8 milhões

“É uma rodovia que liga a cidade a Jaraguá do Sul e está muito feia e abandonada em um trecho que nós pediremos para que seja municipalizada, para que nós possamos cuidar”. Ércio Kriek (DEM), prefeito.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem é atingido por tiros enquanto levava esposa ao trabalho em Blumenau https://t.co/hcg1GzQRvf #LeiaNoSantahá 32 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem é encontrado morto no bairro do Salto, em Blumenau https://t.co/tenUxJkU85 #LeiaNoSantahá 53 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca