Postos de Blumenau ainda se adaptam à lei estadual sobre informação do tipo de gasolina - Política e Economia - Santa

Versão mobile

 

Economia22/02/2018 | 07h00Atualizada em 22/02/2018 | 07h00

Postos de Blumenau ainda se adaptam à lei estadual sobre informação do tipo de gasolina

Legislação estadual aprovada no ano passado exige que postos informem se combustível vendido é refinado ou formulado

Postos de Blumenau ainda se adaptam à lei estadual sobre informação do tipo de gasolina Patrick Rodrigues/Jornal de Santa Catarina
Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

Já é lei. Todos os postos de combustíveis em Santa Catarina precisam informar o consumidor se a gasolina oferecida é refinada ou formulada. Mas você sabe qual a diferença das duas? Nas ruas, em geral a resposta dos consumidores é não.

A placa costuma indicar sempre gasolina comum, mas o líquido que sai da bomba nem sempre é o mesmo. A gasolina pode ter outro tipo de formulação, autorizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Ela pode ser produzida pela combinação de cerca de 200 elementos químicos, como solventes, por exemplo.

Para virar gasolina, o petróleo é aquecido em várias etapas. O que sobra dessa fase, antes de virar gasolina refinada, é comprado por empresas formuladoras, que adicionam mais hidrocarbonetos até chegar em um composto que é comercializado.

A gasolina formulada tem um custo menor, por isso costuma sair mais em conta pro consumidor. O problema é que ela não tem uma boa fama. Muitos mecânicos não indicam e apontam que pode haver uma perda de até 10% na potência do motor.

A lei estadual, que passou a valer no fim do ano passado, é bem clara. O posto de combustível precisa informar se a gasolina é refinada ou formulada. Mas muitos postos ainda não tem o aviso necessário.

– Pela nota que eu recebo,  a gasolina é tipo C. Então vou simplesmente esclarecer o consumidor que minha gasolina é refinada. A gente vai acompanhar a lei, sem problema nenhum, repassar para os postos e associados para fazerem um banner e informarem o consumidor que a gasolina que ele está comprando tem aquela determinação pela ANP – afirma o presidente do Sindicato do Comércio de Varejista de Derivados do Petróleo (Sinpeb), Júlio Cesar Zimmermann.

Procon promete fiscalizar postos
Ainda é difícil encontrar um posto que tenha um aviso sobre o tipo da gasolina, mesmo sendo refinada. O Procon diz que em Blumenau não encontrou a gasolina formulada, mas vai cobrar do proprietário do posto a informação pro consumidor. Segundo o órgão, a multa nesses casos é de no mínimo 500 reais.

– Ela tem diferença de qualidade e de preço, então é importante que o consumidor saiba de qual está se abastecendo. O Procon vai fiscalizar, com certeza. Até já está tarde. Esta semana estamos com equipe fazendo pesquisa. Terminada a pesquisa, vamos liberá-la para fazer uma fiscalização.

É importante lembrar que a gasolina formulada é autorizada pala ANP. O combustível proibido é o adulterado. E pra identificá-lo é preciso fazer testes. Todos os meses o laboratório de combustíveis da Furb faz a fiscalização dos postos de Santa Catarina e do Paraná.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaAmbulância capota e um bombeiro fica ferido em Itajaí https://t.co/If8ScMr1jY #LeiaNoSantahá 46 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMotoristas formam filas em postos que ainda tem diesel e etanol em Blumenau https://t.co/ClUqnWiew7 #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca