Justiça Eleitoral decide pela cassação do mandato de prefeito e vice de Laurentino, no Alto Vale - Política e Economia - Santa

Versão mobile

 

Política13/03/2018 | 19h11

Justiça Eleitoral decide pela cassação do mandato de prefeito e vice de Laurentino, no Alto Vale

Outros três políticos da cidade também foram condenados

O prefeito de Laurentino, Gilberto Marchi (PSDB), e seu vice, Vitor Nardelli (PSDB), tiveram os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral de Rio do Sul nesta segunda-feira. A condenação é por conta de um suposto esquema de facilitação de carteiras de habilitação em troca de votos, o que foi alvo da Operação CNH, em 2016. A decisão ainda cabe recurso no Tribunal Regional Eleitoral do Estado.

Além deles, foram condenados também os vereadores Ademilson Campestrini (PSDB), o suplente Armelindo Tonet (PSD) e Tânia Aparecida da Silva (PSL). O processo indica que, caso a decisão for mantida, uma nova data para as eleições no município deve ser confirmada. Segundo a decisão do juiz eleitoral Geomir Roland Paul, os cinco devem ficar oito anos inelegíveis.

 
Jornal de Santa Catarina
Busca