Segundo lote do IR injetará R$ 22 milhões na economia de Blumenau e região - Política e Economia - Santa

Versão mobile

 

Dinheiro17/07/2018 | 07h00Atualizada em 17/07/2018 | 07h00

Segundo lote do IR injetará R$ 22 milhões na economia de Blumenau e região

A segunda restituição será feita para 21.442 contribuintes

Segundo lote do IR injetará R$ 22 milhões na economia de Blumenau e região Luís C. Kriewall Filho/Especial
Blumenauenses devem movimentar o comércio com a vinda do segundo lote de restituição Foto: Luís C. Kriewall Filho / Especial

O segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2018, ano-calendário 2017, vai injetar cerca de R$ 22 milhões na economia da região, que somam as cidades de Blumenau, Brusque, Gaspar, Indaial, Pomerode, Rio do Sul e Timbó. O pagamento do crédito começou nesta segunda-feira e a consulta ao nome dos contribuintes incluídos neste lote está aberta desde a semana passada, no Receitafone (0300780300) ou pelo www.receita.fazenda.gov.br.

Segundo a Receita Federal, a segunda restituição será feita para 21.442 contribuintes, totalizando mais de R$ 21 milhões. O lote contempla também 483 restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017, que somam mais de R$ 800 mil e, com isso, injeta ao todo mais de R$ 22 milhões na economia local. Um valor 31% superior ao pago no primeiro lote pago há um mês, que foi de R$ 16 milhões.

R$ 186 milhões no Estado

Em Santa Catarina, são 151.593 pessoas que receberão nesta segunda data e deverão ser pagos mais de R$ 186 milhões, incluindo também os resíduos dos lotes de 2018 a 2017, ajustados pela taxa Selic. De acordo com delegado da Receita Federal em Blumenau, Daniel Carlos, neste lote receberão a restituição, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência ou doença grave, além de contribuintes que a maior fonte de renda seja o magistério. Depois do pagamento dos lotes iniciais, as restituições serão pagas pela ordem de entrega da declaração do Imposto de Renda, desde que o documento tenha sido enviado sem omissões ou erros, caso contrário poderá cair na malha fina.

— Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a regularização, mediante entrega de declaração retificadora — aponta o delegado da Receita Federal.

Lojistas esperam aumento nas vendas com o pagamento

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Blumenau (Sindilojas), Emílio Schramm, a expectativa que este montante pago no segundo lote seja revertido em consumo.

— Todo dinheiro novo no mercado é positivo, isso acontece muito em período de 13º salário, que ajuda a incrementar a renda na praça, ainda mais em um ano difícil que a gente está vivendo — afirma o diretor.

Schramm aponta que o comércio busca uma retomada desde o período da paralisação dos caminhoneiros, que afetou o setor.

— A paralisação foi o ápice da falta de otimismo do consumidor. Enfrentamos um período em que nunca tivemos um índice tão grande de pessoas com medo de perder o emprego, que acarreta na insegurança ao comprar. Um sentimento refletido também no empresário — disse Schramm sobre o pessimismo no setor.

A Receita Federal alerta que a restituição do segundo lote ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet, mediante o formulário eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Os pagamentos serão feitos em mais cinco lotes ao longo do ano, um em cada mês, até dezembro. A correção é pela taxa básica de juros, a Selic, mas, após cair na conta, não recebe nenhuma atualização. O dinheiro é creditado pela Receita na conta descrita pelo contribuinte no momento da entrega da declaração anual.

A Receita Federal alerta que, caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar, pessoalmente, qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 0800-729-0001 e 0800-729-0088 (exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em qualquer banco que o contribuinte possua conta.

::: Leia mais notícias de Blumenau
::: Governo federal antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaRompimento de adutora afeta abastecimento de água em diversos bairros de Camboriú https://t.co/HiYyElubXO #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaVídeo: dois acidentes deixam feridos na Rua Bahia, em Blumenau, em menos de uma hora https://t.co/cjKtM9dFDE #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca