Acusado de matar advogado blumenauense é julgado nesta terça-feira em Balneário Piçarras - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Vers?o mobile

 
 

No banco dos réus01/04/2014 | 13h22

Acusado de matar advogado blumenauense é julgado nesta terça-feira em Balneário Piçarras

Homicídio ocorreu em fevereiro de 2010 em Penha

Acusado de matar o amigo, Éder Alves de Macedo é julgado nesta terça-feira no fórum de Balneário Piçarras. O advogado blumenauense Alessandro Schenkel Fornari, 38 anos, foi morto dia 2 de fevereiro na casa de veraneio, em Praia Grande, Penha. O júri popular começou às 9h. A coordenação é do juiz responsável pela 2ª Vara, Alexandre Schrann.O promotor Luis Felipe Czesnat trabalha na acusação durante o julgamento.

De acordo com a perícia feita no local do acidente, ele foi atingido oito vezes nas costas por uma adaga (faca de colecionador). Macedo foi preso em flagrante suspeito pelo crime. Depois de lavrado o flagrante, Macedo foi encaminhado ao Presídio Central de Piçarras. Macedo teria contado que ele e a vítima brigaram depois de um desentendimento pessoal e ele acabou atacando Fornari.

JORNAL DE SANTA CATARINA

Notícias Relacionadas

02/02/2010 | 18h49

Advogado blumenauense é assassinado em Penha

Autor do crime foi preso em flagrante e encaminhado ao presídio de Piçarras

 
Jornal de Santa Catarina
Busca