Corpo de morador de rua é encontrado carbonizado no Centro de Blumenau - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Morte 15/09/2016 | 09h05Atualizada em 15/09/2016 | 18h35

Corpo de morador de rua é encontrado carbonizado no Centro de Blumenau

Segundo a Polícia Civil, ao menos três suspeitos teriam incendiado corpo de morador de rua em Blumenau

Corpo de morador de rua é encontrado carbonizado no Centro de Blumenau Jotaan Silva/Rádio Nereu Ramos
Foto: Jotaan Silva / Rádio Nereu Ramos

Ao menos três homens teriam ateado fogo propositalmente no morador de rua que morreu carbonizado na manhã desta quinta-feira, no Centro de Blumenau. É o que apontam as primeiras informações da equipe de investigação. A vítima, Jorge William Galvão de Almeida, de apenas 22 anos, dormia em uma calçada ao lado do Grande Hotel Blumenau, na Rua XV de Novembro.

:: Leia mais notícias de Blumenau e região em santa.com.br

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Social, que confirmou a identidade da vítima, Jorge era natural de Olho d’Água das Canhãs, no Maranhão, e tem mais de 30 registros de atendimento em Blumenau, todos a partir de maio. Ele seria usuário de drogas e, por conta disso, teria comportamento instável entre aceitar e recusar os serviços oferecidos. Até o fim da tarde desta quinta a secretaria ainda tentava contato com familiares no Estado natal dele.

O corpo foi encontrado por uma pessoa que passava pelo local por volta das 6h50min e acionou a Polícia Militar. Até poucas semanas a entrada do hotel reunia dezenas de andarilhos, mas recentemente um tapume foi colocado no espaço. À tarde, quase 12 horas depois do crime, vestígios de fumaça e marcas da violência ainda podiam ser sentidos por quem passava pela calçada.

(Foto: Charles Espig - Rádio Clube, Divulgação)

Segundo o delegado responsável pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil, Bruno Effori, a investigação teve acesso a imagens que mostram ao menos três autores se aproximando, derramando um líquido inflamável e ateando fogo ao corpo da vítima. Eles teriam permanecido no local por alguns instantes observando a cena e caminhado em direção ao Centro. A suspeita, ainda não confirmada, é de que os autores também se tratem de moradores de rua e de que a motivação seria algum desentendimento.

Ainda segundo a polícia Jorge estava deitado quando teve o corpo incendiado. Ele teria chegado a levantar, mas não resistiu e morreu antes da chegada dos bombeiros. Até o momento não foi identificada nenhuma testemunha ocular, mas a Polícia Civil pretende ouvir algum familiar da vítima e funcionários do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), que atende moradores de rua, para apurar como era a relação da vítima com outros andarilhos e identificar os autores, que devem responder por homicídio qualificado.

Em dezembro do ano passado, um morador de rua de 35 anos foi morto com uma pedrada enquanto dormia no bairro Victor Konder, em Blumenau. Segundo a Polícia Civil, os dois suspeitos do crime foram identificados e tiveram mandados de prisão preventiva expedidos, mas até o momento não foram localizados.

Estimativa é de 200 moradores de rua
Atualmente a Secretaria de Desenvolvimento Social atende moradores de rua por meio do Centro Pop, que atende cerca de 160 moradores de rua por mês com espaço para alimentação, higiene e trabalho social e terapêutico, e de um abrigo no bairro Salto Weissbach, por onde passam em média 40 pessoas por dia. A estimativa, porém, é que a cidade atualmente tenha perto de 200 moradores de rua, já que muitos apenas passam pelo município e outros recusam o atendimento oferecido em abordagens de rua.

— O comprometimento com álcool e drogas ocorre em 95% dos casos e isso acaba dificultando a abordagem e a adaptação deles a espaços com regras, além de causar até divergências entre eles. Mesmo assim temos feito um trabalho bastante intensificado nos últimos meses — pontua a secretária de Desenvolvimento Social, Patrícia Morastoni Sasse, que destaca também a facilidade para conseguir esmola, colchão e recursos para se manter na rua como outro obstáculo para os serviços oferecidos.

:: Confira mais notícias de Segurança

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEm nota, fabricante lamenta morte de menino que bebeu suco envenenado em Itajaí https://t.co/WkPwroVD8h #LeiaNoSantahá 56 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaSábado é de nebulosidade e temperaturas amenas em grande parte de Santa Catarina https://t.co/Co28gumDvJ #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros