Após noite de ataques, Polícia Militar define estratégias de segurança no Litoral - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Segurança12/10/2016 | 19h08

Após noite de ataques, Polícia Militar define estratégias de segurança no Litoral

Esquema prevê rondas ostensivas em bairros periféricos de Itajaí, Navegantes, Camboriú e Balneário Camboriú

Após uma noite de ataques e protestos em Itajaí e Balneário Camboriú, a Polícia Militar definiu estratégias de segurança para evitar que os casos se repitam. Um total de 70 homens – 54 policiais que estariam de folga e 16 do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Florianópolis – atuará na noite desta quarta para quinta-feira em bairros periféricos de Itajaí, Balneário Camboriú, Camboriú e Navegantes. Locais em que criminosos costumam se esconder e conviver socialmente, segundo o comando da PM.

As definições ocorreram em reunião no fim da tarde desta quarta. Ações pontuais também devem ser feitas em Tijucas e Itapema. O policiamento normal nos municípios não sofreu reduções de efetivo. Uma nova reunião às 14h desta quinta-feira deve reavaliar a situação com base em informações do serviço de inteligência da PM e definir as ações para os próximos dias.

— Estamos intensificando essas ações com dois objetivos: intimidá-los para que não saiam e, se por acaso algum deles conseguir sair, tenham dificuldade para retornar — detalha o coronel Cláudio Roberto Koglin, comandante da 3ª Região da PM, que, embora diga que a corporação está se prevenindo, acredita que os ataques não devam se repetir devido à normalização da situação no Complexo da Canhanduba nesta quarta.

JORNAL DE SANTA CATARINA - Blumenau

 
 

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros