PM vai abrir inquérito para apurar denúncia de tortura psicológica por agentes em Balneário Camboriú - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Investigação25/05/2017 | 14h00Atualizada em 25/05/2017 | 16h06

PM vai abrir inquérito para apurar denúncia de tortura psicológica por agentes em Balneário Camboriú

Policiais do PPT são acusados de torturar psicologicamente um suspeito em ação no mês passado

O comando do 12º Batalhão de Polícia Militar, em Balneário Camboriú, vai abrir um inquérito para investigar o suposto envolvimento de agentes do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) da PM em um crime de tortura psicológica durante uma ocorrência no mês passado.

A posição do batalhão foi comunicada através de nota à imprensa publicada nesta quinta-feira assinada pelo comandante José Evaldo Hoffmann Junior. A abertura do inquérito vem após uma equipe da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil da cidade cumprir mandados de busca e apreensão dentro do alojamento do batalhão. Nada ilícito teria sido encontrado.

O caso em questão seria uma investigação de homicídio no dia 10 de abril, quando a PM foi até uma residência e encontrou quatro armas de fogo e prendeu dois suspeitos. Alguns dias depois um terceiro envolvido no crime teria se apresentado na delegacia assumindo o homicídio e acusando os policiais militares de tortura psicológica na abordagem.

Em nota, o comandante do batalhão disse que "está acompanhando todos os desdobramentos para garantir a legalidade e cumprimento da lei".

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaMotociclista fica ferido em acidente com dois caminhões em Blumenau https://t.co/KUM6wPwwFC #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaPalcos abertos democratizam a dança com apresentações gratuitas por Joinville https://t.co/pqVbSzFw7O #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros