Diogo Vargas: armas e drogas made in SC - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Opinião07/06/2017 | 10h04Atualizada em 07/06/2017 | 10h07

Diogo Vargas: armas e drogas made in SC

Descoberta da Delegacia de Combate às Drogas de Florianópolis serve de alerta para a expansão da ação de criminosos com altos riscos à população

Diogo Vargas: armas e drogas made in SC Roelton Maciel/Agência RBS
Foto: Roelton Maciel / Agência RBS

Não bastasse a infinidade de armas em circulação trazidas de países como Paraguai e Argentina, criminosos agora estão utilizando mão de obra local para ter acesso a uma fabricação de submetralhadoras em Santa Catarina. O mesmo acontece com drogas sintéticas antes vinda da Europa e agora produzida em laboratórios caseiros da Grande Florianópolis.

A descoberta revelada nesta terça-feira pela Delegacia de Combate às Drogas (Decod) de Florianópolis serve para aprofundamento de caso e alerta pelos setores de inteligência policial.  Os investigadores não têm dúvidas: as armas fabricadas em uma produção caseira em Palhoça tinham como destino a bandidagem nas ruas, servindo para assassinatos, assaltos e proteção de pontos de drogas.

A partir de um jovem torneiro mecânico de Joinville, criminosos estariam se armando sem precisar dos chamados contatos externos que fornecem o material bélico. É mais um capítulo que reforça a violenta guerra entre facções por domínio do crime na região.

O suspeito preso também fabricaria prensas para a produção de ecstasy, droga sintética cujo mercado local registra uma expansão assustadora. Policiais afirmam que o público de classe baixa passou a ser potencial consumidor e não apenas o de classe média alta das baladas eletrônicas como se via no passado. O ecstasy tem efeitos altamente lesivos ao corpo humano, cabendo neste caso o aumento dos trabalhos de prevenção e conscientização na sociedade.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPMDB quer filiar Salum e Gui Pereira para concorrerem a deputado federal https://t.co/Q2cE44dQNH #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaClóvis Reis: maioria dos alunos da EBM Tiradentes não irá para escola pretendida pela prefeitura https://t.co/AfGkEwIDRS #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca