Santa Catarina registra 129 roubos de cargas em 2017 - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Crimes17/07/2017 | 12h41Atualizada em 17/07/2017 | 18h03

Santa Catarina registra 129 roubos de cargas em 2017

Segundo a Fetrancesc, média é de 1,4 assaltos por dia no Estado; Vale do Itajaí e Norte são as regiões com maior índice do crime

Santa Catarina registra 129 roubos de cargas em 2017 Ederson Abi/Portal Peperi/Divulgação
Imagem de arquivo Foto: Ederson Abi/Portal Peperi / Divulgação

A média de roubos de cargas em Santa Catarina cresceu em 2017. Segundo o levantamento da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística  do Estado (Fetrancesc), foram 129 assaltos somente nos primeiros seis meses do ano. E, se o índice de 1,4 assaltos a cada dois dias permanecer assim, SC irá superar a marca do ano passado, quando 248 ocorrências do tipo foram registradas no Estado.

No relatório de violência da Fetrancesc, as BRs 470 e 101 estão entre as rodovias em que há maior índice de roubo. Já Vale do Itajaí e Norte de SC são as regiões em que mais há concentração de ocorrências. Segundo o presidente da Fetrancesc, Ari Rabiolli, nessas áreas os produtos como carnes nobres, bebidas e materiais usados para produção de plástico são os procurados pelas quadrilhas. 

— Eles roubam coisas caras, produtos nobres e importantes para o Estado. É prejuízo para todo mundo. Além do comércio ser ilegal e perigoso, pois não se sabe direito por onde passou o produto ou como foi armazenado, o Estado deixa de recolher impostos — pontuou. 

E para tentar diminuir os roubos a cargas, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) pretende implantar uma divisão especializada nesse tipo de crime. A expectativa, segundo Ari, é de que até dezembro policiais estejam atuando no Estado.

— Ainda não sei quantos policiais serão. Só posso dizer que eles vão se formar no final do ano e devem ir para as regiões em que temos mais crimes — disse. 

Projeto de lei quer cassar empresas que usem produtos oriundos de roubo

Além da iniciativa da SSP, a Alesc também trabalha para inibir o crime no Estado. Segundo o presidente da Fetrancesc, tramita no legislativo estadual  desde o começo do ano um projeto de lei que busca cassar a inscrição de empresas que forem flagradas comercializando produtos furtados. Inspirada em legislações de São Paulo, Paraná e Espirito Santo — estados em que é constante a notícia de roubo de cargas — a lei  também prevê que empresas flagradas nesse tipo de crime  fiquem impossibilitadas de atuar na área por cinco anos, além de multa de duas vezes sobre o valor do produto irregular.

— A lei vai ajudar a inibir essa prática. Estamos acompanhando de perto a discussão na Alesc e esperamos que seja votada o quanto antes. Essa iniciativa vai trazer mais segurança para o motorista também — disse Ari.

Perfil das quadrilhas

Segundo o levantamento da Fetrancesc, as quadrilhas que praticam os assaltos no Estado se especializam para roubar produtos específicos. Além disso, a maioria dos grupos utiliza armamento pesado, mas normalmente não há uso da força. Na maioria dos crimes, cerca de 80%, os assaltantes acabam devolvendo os veículos. No restante, segundo Ari, os caminhões acabam sendo enviados para desmanches:

— Para cada produto existe uma quadrilha especializada. E eles sempre usam um armamento pesado, mas o índice de violência contra os motoristas é pequeno.

PRF diz estar ciente

Mesmo com as atuais restrições orçamentárias, que levaram até mesmo a uma suspensão da escolta de cargas superdimensionadas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) diz que está atenta à situação. Segundo o inspetor Adriano Fiamoncini, o combate é feito em apoio com a Polícia Civil e tem mostrado alguns resultados.

— É um fato nacional. Esse tipo de crime está crescendo em todo o país. Mas estamos combatendo, tanto que conseguimos prender uma quadrilha no começo do mês em que o próprio motorista era cúmplice dos roubos — conta.

Leia mais notícias:

Polícia prende suspeito de integrar quadrilha de desvio de cargas

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaIncêndio em terreno baldio se alastra e bombeiro de folga resgata idosos de casa em risco em Blumenau https://t.co/jNzvZFpWKl #LeiaNoSantahá 8 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaEmpresário e corretor de imóveis são presos por fraude bancária pela Deic em Itajaí https://t.co/FoivGVckPH #LeiaNoSantahá 52 minutosRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros