Polícia Civil indicia seis homens por explosão de agência bancária em SC - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

segurança15/09/2017 | 18h19Atualizada em 15/09/2017 | 18h24

Polícia Civil indicia seis homens por explosão de agência bancária em SC

Entre os envolvidos está Alex dos Santos de Moura, 33 anos, conhecido como Sagat, lutador de MMA no Paraná

Diário Catarinense
Diário Catarinense

A Divisão de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Dras/Deic) indiciou nesta semana cinco homens pela explosão de uma agência bancária em Rio do Campo, no Alto Vale do Itajaí, em novembro do ano passado. Entre os envolvidos, segundo a Polícia Civil, está Alex dos Santos de Moura, 33 anos, conhecido como Sagat. Ele é lutador de MMA no Paraná. 

Em 3 de novembro de 2016, segundo a Deic, o grupo atacou o prédio do banco e arrombou caixas eletrônicos e o cofre com explosivos. Naquele dia, Luiz Gustavo Modesto de Brito foi preso em flagrante por policiais da região após tentar se esconder no pátio de uma casa. Os outros suspeitos chegaram a trocar tiros com a polícia na saída da cidade, mas fugiram para o interior de Rio do Campo, onde sequestraram moradores. Os reféns foram libertados somente no dia seguinte na região de Blumenau. 

Durante a investigação, os agentes da Polícia Civil prenderam preventivamente Sagat em 12 de agosto deste ano. Ele também responde por um inquérito de homicídio. A suspeita é que ele tenha assassinado um homem depois de um desentendimento em Fazendo Rio Grande (PR). Segundo o delegado Anselmo Cruz, responsável pelo inquérito na Deic, Sagat liderava a quadrilha. 

Os outros presos são João Álvaro Rossi Junior, preso em 17 de março por outros roubos no Vale, Vanderlei de Ramos Balninotti, detido em 17 de abril em Biguaçu com emulsões explosivas, Marcos Aurelio Estivaletti, detido em março pela polícia paranaense por um roubo naquele Estado, e Osvaldo Pastrano, preso por tráfico em Indaial em março.

Cruz diz que os acusados não apresentaram advogado e ficaram calados durante depoimento. Defensores públicos devem ser indicados pela Justiça.
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaComércio projeta melhor Natal dos últimos três anos https://t.co/p1EnVvyOJS #LeiaNoSantahá 31 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaFakini investe R$ 10 milhões em compra de máquinas e ampliação da linha de costura https://t.co/bOkcm3Er34 #LeiaNoSantahá 52 minutosRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca